Boletim de 26/06/2014

26 jun

Disciplina Apostólica para MulheresEsta mulher está vestida indecentemente? Suas roupas são imorais? Segunda a “Doutrina Apostólica”, são! E por causa disso, essa mulher não merece a salvação de sua alma e nem do socorro de Deus nos momentos de precisão.

 * * *

No Boletim desta semana, os cúmplices do falecido falso profeta e bandido Aldo Bertoni voltam a encher a cabeça dos apostólicos com um dos mais importantes itens da falsa doutrina apostólica, a infame “DISCIPLINA”.

*

BOLETIM DE 26/06/2014 (CLIQUE AQUI PARA LER)

*

Criada pela tia de Aldo Bertoni, a “santa vó” Rosa Alves (que na época ainda se chamava Rosa Vicente, por ainda não ter se casado novamente, com um rapaz 40 anos mais jovem que ela), por volta do ano de 1957, a chamada “Doutrina Apostólica” é um conjunto de regras que, em sua maioria, proíbem aos apostólicos de fazerem uma séria de coisas. Entretanto, as mais contundentes, são as regras que regem integralmente a vida dos fiéis, sobretudo as mulheres, maiores vítimas dos desmandos e devaneios de Rosa Alves.

.

Hoje, libertos do fanatismo religioso, podemos perceber o quão escravizados éramos pelos ídolos diabólicos que se denominavam “santa direção”. Ao mesmo tempo em que criavam regras duras de serem seguidas, que praticamente excluíam os apostólicos da sociedade em que viviam, as pessoas mais próximas aos líderes da Igreja Apostólica, como por exemplo seus próprios familiares, eram liberados para usarem a roupa que quisessem, sem sofrerem as ameaças e condenações que os demais fiéis da igreja sofriam.

.

Você que nos lê mas nunca foi apostólica, consegue imaginar o que é ter uma líder religiosa, que se diz enviada diretamente pelo próprio Deus, dizendo que se você não usar apenas saias e vestidos mais compridos do que dois dedos abaixo do meio da barriga da perna, você iria arder eternamente no fogo do inferno? Foi por experiências como essas que muitos de nós passamos na Igreja Apostólica.

.

Os traumas são os mais diversos: sofrimento de discriminação na escola, quando crianças; perda de oportunidade em diversos empregos, por causa da exigência de calças como uniformes; discriminação social, culminando em sensação de isolamento do restante da sociedade; discriminação entre amigos; sensação de inferioridade em grupos sociais, etc. Se formos elencar aqui todas as consequências da “Doutrina e Disciplina Apostólica” em nossas vidas, podemos escrever um livro.

.

Mas tudo isso em troca de quê? Segundo Aldo Bertoni, sua tia Rosa, e os falecidos líderes e fundadores da Igreja Apostólica, esse “esforço” todo era para a nossa salvação. Talvez seja por isso que ninguém na Igreja Apostólica seja incentivado a estudar a Bíblia, talvez seja por isso que criaram os tais Boletins, para serem a “bíblia apostólica”, pois quem toma conhecimento da Palavra de Deus, percebe que roupas ou aparência não tem a menor importância para Deus. Para Deus, o que importa é o caráter, as ações de cada pessoa.

.

Por quase todo o Novo Testamento, Jesus demonstra repúdio às atitudes dos religiosos da época, que hoje podemos comparar com os líderes apostólicos. Se você ler Mateus 23, verá que as palavras de Jesus se enquadram perfeitamente à realidade do falecido Aldo Bertoni e a seus cúmplices que hoje estão no poder. Uma das críticas de Jesus, é justamente em relação à hipocrisia dos líderes religiosos:

.

“Os mestres da lei e os fariseus se assentam na cadeira de Moisés. Obedeçam-lhes e façam tudo o que eles lhes dizem. Mas não façam o que eles fazem, pois não praticam o que pregam. Eles atam fardos pesados e os colocam sobre os ombros dos homens, mas eles mesmos não estão dispostos a levantar um só dedo para movê-los. Tudo o que fazem é para serem vistos pelos homens. Eles fazem seus filactérios bem largos e as franjas de suas vestes bem longas; gostam do lugar de honra nos banquetes e dos assentos mais importantes nas sinagogas, de serem saudados nas praças e de serem chamados ‘rabis’. (Mateus 23:2-7)
.
.
Vejam a antiga direção: Rosa impunha regras extremamente rígidas aos apostólicos, mas não as seguia. Aos 64 anos, casou-se com um rapaz de 21 anos (Renato Alves), e foi passar a lua de mel no litoral da Bahia, apesar dos apostólicos serem proibidos de ir à praia. Costumava medir com fita métrica a saia das mulheres dentro da igreja, e colocava para fora aos gritos quem não estivesse dentro do regulamento, mas a sua própria filha, a Guiomar Vicente, na época podia usar calças, sem a menor oposição da mãe. Com Aldo Bertoni foi ainda pior, pois nenhum de seus familiares, nem mesmo sua esposa, com quem ele dormiu por décadas, nunca foi imposto nada. A filha e as netas do Aldo Bertoni sempre puderam usar a roupa que quisessem, e Aldo nunca reclamou ou as condenou por isso. Já as apostólicas, quando eram flagradas com a saia um pouco mais curta, podiam ser até expulsas da Igreja Apostólica!
.
.
Vejam a atual direção da Igreja Apostólica: os filhos, as noras e as netas do Nilson Cairolli, podem usar a roupa que quiserem, e nem por isso são consideras “rebeldes”. Uma das filhas, as noras e as netas do João Stancey, usam maquiagem, brincos, calça, saias curtas, e nem por isso sofrem ameaças e nem represália do pai, sogro e avô. Assim se dá com os familiares de todos os outros integrantes da nova “santa direção”, a grande exceção talvez sejam os familiares do Wagner Ormanji, cujos familiares sempre foram bastante fanáticos e sempre seguiram as regras com retidão. Talvez sempre tenham feito isso porque nunca tiveram contato com a realidade sobre Aldo Bertoni, como os demais integrantes da nova direção tiveram.
.
.
Na verdade, caros amigos e irmãos apostólicos, a tal disciplina apostólica para mulheres, não passa do gosto pessoal de sua criadora, a “santa vó” Rosa Alves, que viu nesse método uma forma muito eficiente de manter seus “fiéis” sob absoluto controle psicológico. Quem pesquisar, verá que as medidas e modelos de roupas impostos por Rosa era, na verdade, apenas as roupas da moda quando ela era jovem, por volta dos anos 20.
.
.
Como essa questão funciona na maioria das igrejas que possuem Jesus Cristo como único e suficiente Senhor e Salvador? A decisão sobre qual roupa usar, cabe ao fiel. Mas o fiel que teme a Deus, que conhece a vontade de Deus expressa através da Bíblia, sabe que é errado escandalizar ao próximo, tentar ao próximo, e nunca usaria roupas que contrariassem a vontade de Deus.
.
.
Continuemos todos em oração, para que nossos irmãos apostólicos também sejam libertos das amarras da falsa doutrina criada pelo criminoso Aldo Bertoni e sua tia Rosa. Oremos para que eles tenham seus olhos abertos, e consigam entender que para Deus, sua roupa ou sua aparência pouco importam, o que importa é o que está dentro de você, seu caráter, suas atitudes com Deus e com o próximo. Em momento oportuno, voltaremos a tratar sobre a famigerada “Doutrina e Disciplina Apostólica”.
.
.
Fiquemos todos com Deus.

Boletim de 19/06/2014

19 jun

Desunião Familiar - Igreja Apostólica

Nesta semana, mais um Boletim da Igreja Apostólica carregado de hipocrisia é publicado para ser pregado nas quase 270 filiais da Igreja Apostólica espalhadas pelo país.

BOLETIM DE 19/06/2014

Depois do usual e insistente pedido de dinheiro dos fiéis, mais uma vez vemos o cronograma de um dos mais lucrativos eventos da Igreja Apostólica, a Festa de Batismo e aniversário do falecido falso profeta criminoso, o famigerado Aldo Bertoni. Sobre tais festas, é interessante reler o artigo intitulado “O GRANDE NEGÓCIO DAS FESTAS NA SEDE” (clique no link e leia).

Lucrativo para quem? Para a família Bertoni e seus cúmplices, claro, que vendem como nunca em seu restaurante e em sua lanchonete, e também é um dos melhores períodos para vendas de CDs e fotos pela empresa que agora é de propriedade apenas da esposa oficial do falecido Aldo Bertoni. Não podemos esquecer, claro, da arrecadação extra de ofertas em todo o Brasil, pois é realmente comovente os insistentes apelos de ofertas para realização da “festa do batismo”. Pobre povo apostólico inocente.

Mas o texto que mais nos escandaliza é o intitulado “Amai-vos uns aos outros, mandamento de Jesus, Nosso Senhor”. É inacreditável a cara de pau dos cúmplices do falecido Aldo na redação desses Boletins.

Primeiramente, concordamos que este ensinamento de Jesus deve ser ensinado sim, mas porque não se recordam que era o próprio Aldo Bertoni quem incentivava e promovia brigas e divisões familiares dentro da Igreja Apostólica?

Lembram-se quando Aldo mandou publicar no Boletim que OS APOSTÓLICOS DEVERIAM IGNORAR E SE AFASTAR DE QUALQUER QUE FALASSE “MAL” DELE (OU SERIA FALAR A VERDADE SOBRE ELE?), MESMO QUE FOSSEM FAMILIARES OU AMIGOS ÍNTIMOS”. Temos certeza de que todos os apostólicos irão se lembrar desse Boletim.

São inúmeras, incontáveis, as famílias na Igreja Apostólica que hoje estão divididas, distantes, com relacionamentos frios, por causa desse servo diabólico chamado Aldo Bertoni. Até com os abusos sexuais que praticava contra fiéis, jogava suas vítimas contra suas próprias famílias! Astúcia diabólica tinha aquele homem! E agora, como é que seus cúmplices têm a coragem de dizer, em Boletim, que “A missão do Santo Irmão Aldo é promover e incentivar a paz nos corações”?

Que Deus possa perdoar tanta hipocrisia da parte desses homens malignos, travestidos de “obreiros de Deus”, que utilizando parte da Palavra de Deus, tem como único objetivo manter suas regalias financeiras.

Que o Senhor abençoe a todos nós.

Boletim de 12/06/2014

12 jun

Qualquer pessoa em sã consciência, conhecedora das mentiras do Aldo Bertoni e seus cúmplices, sabedor das ameaças que Aldo costumava proferir contra quem pudesse ameaçar seu império financeiro e sua estrutura de poder sobre os apostólicos, imaginaria que a maior parte de seus cúmplices ajudavam a enganar o povo apostólico não apenas para manterem seus empregos e suas casas alugadas, mas também por medo de sofrer alguma retaliação por parte dos capangas do Aldo Bertoni.

Pois bem, acontece que o homem morreu há mais de um mês, e lamentavelmente vemos que seus cúmplices são tão mal caráter quanto o próprio Aldo Bertoni. Continuam a enganar a todo o inocente povo apostólico, ao invés de lhes revelar a verdade e fazer com que a Igreja Apostólica volte a ser uma igreja cristã, e não um antro de enganação, idolatria e heresias que vão frontalmente contra a Palavra de Deus, contra tudo o que os Apóstolos pregaram, contra tudo o que Jesus ensinou.

Vejam no Boletim desta semana, tudo continua como sempre foi: pedidos e mais pedidos de dinheiro, tratativas para a realização de lucrativas reuniões de santa comunhão em congregações do interior, e mais uma dose de falsa doutrina, bonitas mentiras criadas com o único objetivo de engrandecer ao Aldo Bertoni e sua falecida tia Rosa.

BOLETIM DE 12/06/2014

Vejam também que comunicam aos obreiros e pregadores que aquele infame “curso” para ser pregador na Igreja Apostólica continua a existir. Você se lembra, caro irmão e amigo, o que dizia a apostila que distribuíam aos alunos desse “curso”? Clique no link abaixo:

CURSO – APOSTILA DOS PREGADORES APOSTÓLICOS

Vejam na página 13: “Quem vê o irmão Aldo, está vendo Deus. Ele é onipotente, onisciente, onipresente”. É a prova material do quanto Aldo Bertoni se endeusava, dizia ter atributos de Jesus Cristo, e com isso exercia grande poder psicológico sobre todos os apostólicos.

Agora, temos visto dezenas de apostólicos dizendo que Aldo jamais foi endeusado. A estes, o que nos dizem deste material que é ministrado AOS PASTORES E PREGADORES DA IGREJA APOSTÓLICA, que pregam aos milhares de apostólicos Brasil afora?

Será que agora vão substituir todo esse material, assim como fizeram com os livros dos fundadores da Igreja Apostólica, e com todas as profecias ditas nos púlpitos da igreja nos últimos 44 anos?

“Era tudo mentira, esqueçam e vamos crer nos novos ensinamentos”. Até quando vão engolir isso, caros irmãos apostólicos?

Que Deus os ajude a se libertarem desta enganosa doutrina diabólica que escraviza suas mentes e suas almas.

Fiquemos todos com Deus.

Novos Hinos

10 jun

Boletim da Igreja Apostólica - 05/06/2014“Queremos lucrar às suas custas”! É isso que está escrito neste Boletim.

* * *

Enquanto nossos pobres e incautos irmãos apostólicos estão comemorando o aniversário da dona Rosa Alves, a esperta tia do também esperto Aldo Bertoni, vejam o que realmente importa aos cúmplices do Aldo Bertoni: O SEU DINHEIRO.

No último Boletim, saiu uma nota para que você, que possui o dom de compor músicas e arranjos, DOE seu trabalho intelectual para a Igreja Apostólica. Até aí tudo bem, se a Igreja Apostólica fosse, primeiro, uma igreja de verdade e, segundo, fosse uma igreja honesta. O problema, caro irmão apostólico compositor, é que espertalhões vão lucrar particularmente sobre o seu trabalho, como ocorre há anos desde que o Aldo Bertoni abriu uma empresa para comercializar os CDs e as fotos.

Sabe como isso funciona nas igrejas honestas? O compositor é dono de suas músicas, mas permite que elas sejam executadas livremente, em qualquer igreja. O direito de LUCRAR sobre a Obra, é apenas do AUTOR, e não de empresa ou igreja alguma. Assim funciona com todos os grandes cantores de músicas evangélicas: eles nunca irão reclamar se o coral da sua igreja cantar e apresentar as músicas deles, mas com certeza reclamarão se você gravar um CD com as músicas deles e quiser lucrar com isso. Nada mais justo!

Mas na Igreja Apostólica sempre foi diferente. O autor da música é solenemente ignorado, pois é obrigado a doar seus direitos autorais para a igreja. Porém, não é a Igreja Apostólica quem grava e comercializa tais músicas, e sim uma empresa chamada A&D PRODUÇÕES LTDA (anteriormente chamada A&D Comércio e Gravação de Fitas Ltda). Se duvida, basta ler as letrinhas miúdas que estão na contracapa do seu CD. Sabe quem são os donos dessa empresa? Sabe quem embolsa todo o lucro com a venda de CDs? Veja abaixo:

A&D Produções - Dulce Aparecida Bertoni

A&D Produções - Dulce Aparecida Bertoni* * *

Sim, caros irmãos apostólicos, quem vai lucrar com cada música que você doar para a Igreja Apostólica, e com cada CD que você comprar na Igreja Apostólica, é a mulher oficial do Aldo Bertoni, a dona Dulce Aparecida Bertoni, que nunca foi apostólica e sequer teve a coragem de dar uma palavra de agradecimento aos apostólicos durante o velório de seu marido. Agradecer pelo quê? Pelo enorme patrimônio que ela está herdando dos apostólicos.

Sabe o que é mais grave? Essa empresa é altamente lucrativa, pois todos os custos de produção dos CDs, além dos funcionários que trabalham nessa atividade, são integralmente pagos pela igreja, com recursos das ofertas doadas pelos apostólicos. Imagine uma empresa que não possui gasto algum, só receitas! Até a sede dessa empresa, que é uma casa que fica ao lado da Sede da igreja, tem o aluguel pago pela igreja. É o mesmo esquema de desvio de dinheiro da igreja aplicado com a lanchonete Baguari e o restaurante Canarinho, também de propriedade da família Bertoni.

Dulce Aparecida BertoniDoe sua música para a Igreja Apostólica, compre CDs na Igreja Apostólica, e ajude ela a ficar ainda mais rica!

* * *

Que Deus ajude a abrir os olhos dos nossos pobres e explorados irmãos apostólicos. O grande ladrão já se foi, mas ainda continuam sendo explorados por seus discípulos, graças à cegueira espiritual que domina e escraviza o povo apostólico.

Fiquemos todos com Deus.

Boletim de 05/06/2014

9 jun

Destaques Boletim 090614Recomeça a festa das viagens grátis!

* * *

BOLETIM DE 05/06/2014 (Clique aqui para ler)

* * *

Por muito tempo fizemos estas perguntas a diversos irmãos apostólicos de congregações do interior do Brasil, e até hoje ninguém sou responder:

- Por que as cerimônias de “santa comunhão” são uma exclusividade da Sede da Igreja Apostólica?

- Jesus não deixou este memorial para todos? Por que o privilégio para poucos?

- Por qual motivo é necessário que uma verdadeira comitiva de São Paulo vá até as congregações para levar pão e suco de uva?

A verdade, caros irmãos e amigos, é que assim como diversos outros cerimoniais da Igreja Apostólica, a “santa ceia” ensinada por Jesus Cristo também é utilizada para garantir os privilégios de alguns poucos cúmplices do falecido Aldo Bertoni, gente que sabe de toda a verdade mas gosta da mordomia garantida pelo dinheiro da Igreja Apostólica. Quer ver?

1. Por qual motivo os irmãos do interior são obrigados a pagar a viagem, muitas vezes a hospedagem e as refeições de diversas pessoas da Sede, especialmente coralistas, se os músicos do interior hoje são até muito melhores que os da Sede? Você, que é do interior, quando quer ir a alguma festa na Sede, é obrigado a pagar passagem de ônibus com ágio, para sustentar a festa, e porque os coralistas da Sede viajam gratuitamente, com tudo pago com a oferta que você doa para a igreja com muito esforço?

2. Por qual motivo as congregações são proibidas de realizar sua própria cerimônia de comunhão? É tudo tão simples, porque é necessário um enorme gasto para transportar pão e suco de uva, quando tudo poderia ser feito mensalmente, em todas as congregações do Brasil, em memória ao sacrifício do Nosso Senhor Jesus?

A resposta a essas duas perguntas, caros amigos e irmãos, é bastante simples, mas infelizmente só as percebemos quando conseguimos nos livrar do diabólico fanatismo que aprisiona e escraviza as mentes de todos os apostólicos.

Primeiramente, vejam que quase todos os agraciados com viagens grátis pelo Brasil, às custas das suadas ofertas dos irmãos do interior, são pessoas que sabem de toda a verdade sobre Aldo Bertoni, sabem que o falecido não tinha nada de santo, sabem que Aldo Bertoni era mais pecador que todos os apostólicos juntos, mas silenciam sobre tudo isso apenas para manterem suas mordomias às custas da igreja. Efigênia Joventino sempre convida pessoas “estratégicas”, que fazem a diferença na hora de convencer os pobres irmãos do interior, e concede o agrado a esses que fazem silêncio sobre a verdade a respeito do falecido falso profeta Aldo. “Você fica quieto sobre o que sabe, nos apoia, e eu te presenteio com passeios e outros privilégios”. É a velha cultura corrupta dos brasileiros, o velho “toma lá, dá cá”, que domina a administração da Igreja Apostólica.

Segundo, vejam que a proibição à comemoração da comunhão nas congregações, garante o status de “festa” a uma simples santa ceia, algo que deveria ser comemorado e rememorado todos os meses em todas as congregações apostólicas. Por ser uma “festa”, é um grande motivo para levantar “ofertas especiais”, e são datas que os apostólicos são ensinados a contribuir com mais dinheiro. Além disso, se todas as congregações fizessem mensalmente a cerimônia, teriam que separar uma pequena parte de suas coletas para comprar pão e suco de uva. Isso representa menos dinheiro sendo enviado para os cúmplices do Aldo Bertoni e, claro, isso é algo que não interessa nem um pouco aos espertalhões de São Paulo.

Compreendem, caros irmãos apostólicos, como até dos mandamentos de Jesus nós apostólicos sempre fomos privados, em nome do dinheiro e da manutenção das regalias de alguns poucos espertalhões de São Paulo? E o pior nem é isso, pior ainda é saber que as pessoas que fazem isso são pessoas que sabem de toda a verdade, sabem que Aldo desviava dinheiro da igreja para sua família, sabem que Aldo tinha amantes e as sustentava com dinheiro da igreja, sabem que Aldo era um criminoso que ameaçava de morte pessoas que poderiam prejudicar seus “negócios religiosos”.

Que triste situação de escravidão espiritual, onde o diabo consegue fazer com que os apostólicos trabalhem para alimentar e financiar seus próprios algozes!

Que Deus possa abrir os olhos dos pobres apostólicos do interior do Brasil, que sustentam os lobos que espiritualmente e materialmente devoram a eles próprios.

Fiquemos todos com Deus.

Boletim de 29/05/2014

9 jun

Destaques Boletim 290514Os cúmplices do Aldo Bertoni estarão sendo vítimas da mesma mentira que o próprio Aldo Bertoni inventou há 44 anos atrás?

* * *

Caros irmãos e amigos, vejam como o mundo dá voltas. No terceiro Boletim após a morte do Aldo Bertoni, além do “lindo engodo” de sempre, vejam duas notas bastante curiosas.

BOLETIM DE 29/05/2014 (clique aqui para ler)

A primeira delas, pede para que os apostólicos não acreditem em pessoas que estão dizendo que ALDO BERTONI APARECEU PARA ELAS EM SONHO. Ou seja, 44 anos após Aldo Bertoni inventar exatamente essa mesma história sobre sua falecida tia Rosa, agora seus cúmplices, interessados em não ceder o poder e o butim com ninguém, tentam evitar que algum espertalhão aprendiz do próprio ex-falso profeta Aldo faça o mesmo. Impressionante como nossos pobres irmãos apostólicos estão distantes da Palavra de Deus, que condena e repudia qualquer tipo de comunicação ou tentativa de comunicação com mortos.

A segunda nota pede que os apostólicos continuem enviando suas cartas com pedidos de orações, denúncias, relatos, etc. Antes, diziam que enviavam as cartas para Aldo Bertoni interceder pelos apostólicos, algo que por si só já é uma grande contradição, pois a doutrina apostólica sempre ensinou que Aldo Bertoni era onisciente, ou seja, sabia de todas as coisas sobre todas as pessoas. Se Aldo sabia de tudo, então para que lhe escrever?

A verdade é que as cartas sempre foram um meio de Aldo e sua secretária Efigênia se manterem informados sobre os acontecimentos nas congregações do interior. Através delas, obtinham dados importantes, como por exemplo os acontecimentos íntimos das famílias. Dessa forma, quando iam para a Sede e faziam fila para beijar as mãos do falso profeta, o mesmo tinha informações preciosas para explorar a fé e a crendice dos fiéis. Um belo golpe, que sempre caíamos como patinhos!

E assim caminham nossos pobres, ignorantes e incautos irmãos apostólicos, entre eles muitos familiares nossos, que cegos pelo seu fanatismo religioso, continuam sendo enganados por uma quadrilha de espertalhões que resistem em contar a verdade ao povo!

Oremos por eles!

Fiquemos todos com Deus.

Boletim de 22/05/2014

29 mai

Caros irmãos e amigos, tudo leva a crer que o malandro Aldo Bertoni se foi, mas deixou seus alunos malandros na ativa. Vejam o primeiro Boletim Interno Oficial da Igreja Apostólica editado após ter sido definida uma nova diretoria provisória para a Igreja Apostólica:

BOLETIM DE 22/05/2014 (clique para ler)

Você, que é apostólico “fiel e sincero” e presta atenção na leitura do Boletim, ao invés de ficar batendo papo ou pensando na “morte da bezerra” nas reuniões, nos diga: o que mudou neste Boletim em relação àqueles que supostamente eram assinados pelo Aldo Bertoni? Absolutamente N-A-D-A.

Sabem por que? Simplesmente porque quem escrevia esses Boletins antes, continua escrevendo agora. Só trocaram a assinatura. Antes, Aldo Bertoni não opinava nada no Boletim, pois era semi-analfabeto, não entendia nada da Bíblia, não se interessava por nenhum assunto que envolvesse Deus, e seu único interesse era fazer bem o seu papel para manter a farta arrecadação financeira que sustentava todo seu “reinado”. Agora, continuam seus aprendizes a realizar o mesmo papel.

A todos que estão libertos do fanatismo religioso e do bem articulado golpe construído pelo falecido Aldo Bertoni, pedimos que continuem orando pela libertação de nossos pobres irmãos apostólicos, que ainda continuam sendo cegados pela mentira e caindo na lábia de pessoas tão mal intencionadas.

Fiquemos todos com Deus.