Arquivo | janeiro, 2012

Pode o Diabo Fazer “Milagres”?

31 jan

Jesus x diabo

* * *

Um dos argumentos mais utilizados pelos apostólicos na defesa do profeta diabólico Aldo Bertoni, é o testemunho que muitos dão afirmando terem recebido milagres diretamente do Falso Profeta ou através de sua suposta “intercessão”. Muitos dizem: “Se Aldo não estivesse com Deus, não poderia operar milagres”. É um argumento forte, mas será que as coisas são realmente assim?

Antes de fazermos essa análise, porém, precisamos elucidar o que exatamente significa receber um “milagre”. Em via de regra, na Igreja Apostólica, costumamos chamar até cura de resfriado de “milagre”, sempre fomos ensinados assim. Se você ficar atento à gigantesca maioria dos testemunhos contados na Igreja Apostólica, especialmente aqueles referentes à saúde do depoente, perceberá que geralmente o “milagre” só é recebido após o doente procurar recursos médicos. Recentemente publicamos boletim onde havia um testemunho relatando que uma garotinha foi “curada” após intercessão do Aldo Bertoni, mas também foi contado que a menina estava internada sob severos cuidados médicos. A cura se deu pela medicina ou através dos poderes do farsante Aldo Bertoni?

Vejam, meus caros, se lermos a história do povo de Deus do passado, que está contida na Bíblia, veremos que MILAGRES são concessões feitas por Deus em causas IMPOSSÍVEIS. Ou seja, quando não há mais nada que o homem possa fazer, Deus põe a Sua mão e resolve a situação. Foi assim na travessia de Israel pelo Mar Morto, ou quando Jesus transformou água em vinho, fez cegos enxergar e paralíticos andar, além de ressuscitar a mortos. Eram situações onde ao homem não havia mais o que fazer, e Deus foi lá e fez o milagre.

Já os testemunhos apostólicos, em sua maioria, relatam casos de doenças tratáveis pela medicina, e quase sempre o próprio depoente relata ter ido procurar recurso médico. Pode ser considerado milagre a cura de uma doença perfeitamente curável por remédios ou por tratamentos médicos? Claro que não.

Porém, há alguns testemunhos que relatam situações que realmente parecem milagres. Causas perdidas, que se revertem. Prováveis acidentes evitados. Curas sem o uso da medicina. Eu mesmo me lembro de ter ouvido e relatado alguns testemunhos assim. São raros na Igreja Apostólica, mas acontecem.

Pelo fato de alguns milagres realmente acontecerem, e pelo fato de tais milagres serem creditados diretamente ou à suposta intercessão do Aldo Bertoni, podemos afirma que eles provêm de Deus ou de supostos poderes miraculosos do Aldo Bertoni? É claro que não!

A imagem que abre este post ilustra uma realidade espiritual, que é a batalha entre Deus e o diabo por cada um de nós, seres humanos. Astuto, o diabo de tudo faz para arregimentar a maior quantidade de almas possível, e não poupa esforços para desviar essas vidas daquele caminho traçado por Deus para seus filhos.

O único propósito de satanás é o mesmo desde o princípio: roubar a Deus, pois ele mesmo queria ser como Deus. Satanás rouba almas, que deveriam retornar para Deus, rouba o louvor, que deveria ser só para Deus, rouba a adoração, que deveria ser feita somente a Deus, rouba o fruto do nosso trabalho, que deveria ser revertido para a Obra de Deus. Como satanás não pode aparecer em sua própria forma para cometer todos esses roubos, usa seus servos, como é Aldo Bertoni e tantos outros falsos profetas e falsas santidades.

É como Jesus nos ensina em Mateus 7:20 – “pelos seus frutos vocês reconhecerão um falso profeta”. Aldo Bertoni nunca poderia operar um milagre concedido por Deus, pois suas atitudes são contrárias a TODOS os princípios de Deus.  Todos os apostólicos que tiveram a audácia e a coragem de conhecer Aldo fora das paredes da igreja, sabe que ele é adúltero, mentiroso, ladrão, homicida, amante da luxúria e da zombaria, pratica tudo o que Deus condena. Então, como pode ter parte com Deus?

E mesmo assim fomos acostumados a ouvir os testemunhos de supostos “milagres” operados por Aldo Bertoni. Como é possível?

Quem a conhece, sabe que a Bíblia está repleta de explicações para essa pergunta. Portanto, só cai em tais golpes quem DESCONHECE a Palavra de Deus, e quando dizemos que você deve conhecer a Bíblia, não estamos dizendo que você deve apenas lê-la, mas sim ESTUDÁ-LA para que você possa se edificar naquilo que Deus quer de nós. Entre outras explicações, podemos destacar algumas:

1. Em I Corintios 11:13, Paulo relata, quando fala dos falsos profetas que surgiriam para enganar os salvos: “Pois tais homens são falsos apóstolos, obreiros enganosos, fingindo-se apóstolos de Cristo. ISTO NÃO É DE ADMIRAR, pois o próprio Satanás se disfarça de anjo de luz”.

2. Jesus já havia predito, em Mateus 24:24, sobre o surgimento de tais servos do diabo: “Pois aparecerão falsos cristos e falsos profetas QUE REALIZARÃO GRANDES SINAIS E MARAVILHAS para, se possível, enganar até os eleitos. Vejam que eu os avisei antecipadamente.”

3. No Velho Testamento, podemos ver em Êxodo 7:10-12 – “Então Moisés e Arão foram a Faraó, e fizeram assim como o SENHOR ordenara; e lançou Arão a sua vara diante de Faraó, e diante dos seus servos, tornou-se em serpente. E Faraó também chamou os sábios e encantadores; e os magos do Egito fizeram também o mesmo com os seus encantamentos. Porque cada um lançou sua vara, e tornaram-se em serpentes; mas a vara de Arão tragou as varas deles.
Porém o coração de Faraó se endureceu, e não os ouviu, como o SENHOR tinha falado”.

O que isso nos mostra? O diabo pode sim fazer “milagres”, mas são apenas imitações daquilo que Deus pode fazer por nós. Conhecemos muitos casos entre o povo apostólico, onde alguns anos após o irmão beneficiário do tal milagre ser contemplado, o mal retorna e em muitos casos esses irmãos morreram exatamente daquilo que acreditavam terem sido curados definitivamente.

Aldo Bertoni é apenas um dos operadores desses falsos milagres, existem muitos outros neste mundo. Uma questão crucial é como podemos discernir verdadeiros de falso milagres?

A Bíblia também explica:

(1) Jesus não fez propaganda de Suas curas com o intuito de criar uma reputação sensacionalista, nem como pretexto para arrecadar dinheiro; ao invés disso, Ele ordenava aos curados “Olhai que ninguém o saiba” (Mateus 8:1-4, 9:27-31).

(2) Ele curou todo tipo de enfermidades, com especial atenção para situações de desespero, através de Seu divino poder que nunca falha.

(3) Ele nunca curou parcialmente. As pessoas eram totalmente saradas por Cristo. (Mateus 15:29-31; Marcos 7:31-37).

(4) Jesus nunca falhou em curar uma pessoa quando o procuravam. Ele nunca teve qualquer embaraço como Aldo Bertoni enfrenta ao tentar explicar porque falhou em tentar curar alguém.

(5) Nenhum questionamento jamais foi feito sobre a autenticidade das curas que Jesus fez – como se o paciente está de fato doente ou curado.

(6) Jesus nunca curou pela fé somente, mas pelo Seu divino poder. Somente um caso é registrado de 31 exemplos de milagres de que Jesus requereu fé para operar (Lucas 7:11-17; João 5:2-13)

Milagres tais como os que eram feitos por Cristo e os Apóstolos nunca foram pretendidos para continuarem por todas as gerações. Seu propósito primário nunca foi simplesmente curar doenças físicas, se este era o caso, Jesus teria viajado além das fronteiras de Israel e ido a todos os países do mundo conhecido.

O verdadeiro propósito dos milagres no Novo Testamento é  mostrar que Cristo e seus Apóstolos estavam falando sob autoridade divina (Marcos 16:19-20; Hebreus 2:3 prova de uma vez e para sempre isto). Depois que os ensinos inspirados que fizeram o nosso Novo Testamento foram confirmados pelos milagres do primeiro século, eles permaneceram provados para sempre. A Bíblia ensina que devemos agora simplesmente estudar os escritos sobre esses milagres com o propósito de sermos convencidos da autenticidade dela (Jo 20:30-31).

Portanto, meus caros irmãos, não se deixe enganar por “milagreiros” de plantão, como é o Aldo Bertoni. Antes, sigamos o ensinamento de Jesus, já citado acima, para identificarmos um falso profeta: PELOS SEUS FRUTOS OS CONHECEREIS. Conheçam os frutos do Aldo Bertoni, aqueles produzidos em sua vida particular, longe dos olhos e ouvidos dos apostólicos, e verão que aquele homem NUNCA poderia fazer milagre ou interceder a Deus por ninguém.

Fiquemos todos com Deus.

O Despejo do Profeta

28 jan

Meus caros amigos, apesar da pompa do título deste post, não é o que parece. Em pesquisa junto ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, que você também pode fazer via internet aí da sua casa ou escritório, encontramos um novo processo no qual Aldo Bertoni figura como réu. E dessa vez, pasmem, é um processo de DESPEJO por falta de pagamento de aluguel.

Clique na imagem para ampliá-la

Como sabem todos os nossos leitores, conforme documentação já divulgada neste blog e que você pode rever acessando o texto intitulado “ESCLAREÇAM ESSAS!” (publicado em 08/11/2011), no ano de 2001, portanto antes de todas as campanhas financeiras realizadas na Igreja Apostólica (Recomposição do Caixa, Compra do Ônibus, Jubileu, Motivação, Compra de Imóveis, etc), Aldo Bertoni já era proprietário de quase 50 imóveis, entre casas, apartamentos, terrenos e chácaras, tudo registrado apenas em seu nome, fora aqueles que já estão em nome de parentes e amigos. Então, como explicar o fato do falso profeta estar sendo processado por dar calote em aluguel?

Este processo evidencia duas importantes constatações relacionadas à nossa luta por justiça contra o enganador Aldo Bertoni e seus cúmplices.

A primeiro delas, é o destaque dado à principal forma utilizada por Aldo Bertoni para “comprar” a fidelidade e o silêncio de muitos apostólicos. Diversos estudos teorizados por vários especialistas, ao longo das últimas décadas, apontam que para o ser humano, ter uma CASA é o segundo fator mais importante depois de ter o que comer e o que vestir. Aldo Bertoni é semi-analfabeto, mas sabe disso, por isso sua principal estratégia para manter pessoas na sua dependência, até quando ele quiser ou até que consigam andar com as próprias pernas, é concedendo uma casa para estas pessoas.

Dessa forma, Aldo obtém a “eterna gratidão” daquela pessoa, beneficiada pela “casa gratuita”, mesmo que esta venha a descobrir todas as suas falcatruas. Percebem como, por uma questão de conflito de consciência, a pessoa fica impedida de poder criticar o banditismo do Aldo Bertoni? Basta reparar: em via de regra, as pessoas que hoje defendem o falso profeta, mesmo sabendo de toda a sua sujeira, são pessoas que um dia vieram do interior, sem estudo, sem casa e sem emprego, e foram acolhidas pelo “paizão” Aldo Bertoni. Tudo o que possuem hoje é fruto da dependência do esquema criminoso mantido por Aldo Bertoni. Tais pessoas, mesmo que de forma inconsciente, foram compradas!

Para quem pensa que o Aldo acolhe essas pessoas por bondade, estão redondamente enganadas. Não se trata de caridade, e sim de investimento! A maior prova disso está aí, isso que todos estão vendo: há muitas pessoas na igreja que, mesmo sendo conhecedoras das pilantragens promovidas por Aldo Bertoni  e seu sobrinho Hélio Viana da Rocha, estão defendendo-o! E hoje são essas pessoas que ajudam a garantir que o povo do interior, os verdadeiros mantenedores da igreja, continuem sendo enganados pela farsa e continuem financiando a bandidagem.

É como diz aquela expressão popular utilizada quando jornalistas se referem à máfia: Aldo dá a mão para manter o braço!

A segunda constatação que fica evidenciada com a publicação deste processo é o fato de que, pela primeira vez, Aldo Bertoni está dando calote como inquilino. O imóvel que está sendo objeto de despejo obviamente não é ocupado por Aldo Bertoni e nem por sua esposa oficial, a Dulce Bertoni, e sim por um terceiro. Portanto, o “santo profeta” consta como réu neste processo por ser fiador do contrato. Acontece que, normalmente, quando Aldo entra como fiador em contratos de aluguel, quem paga esse aluguel é a igreja. Se o aluguel não está sendo pago, é um grande sinal de que o povo apostólico está acordando, e já não contribui como outrora.

Justamente por conhecermos bem o Aldo Bertoni, podemos dizer que, sem sombra de dúvida, se começar a faltar dinheiro, principalmente em tempos de pagamento de caríssimas bancas de advocacia, os primeiros prejudicados serão os próprios apostólicos.

Aldo Bertoni nunca cortará na própria carne para reduzir despesas. Ou seja, quem acha que ele se absterá de sua vida luxuosa, ou cortará as despesas de seus familiares, ou venderá patrimônio, ou deixará de pagar a mesada de suas amantes, está muito enganado! Se tiver que cortar despesa, será na igreja, contra o povo apostólico, aquele mesmo que contribui para que tudo funcione como deveria funcionar.

A nós, que não financiamos mais esses bandidos, só nos resta orar a Deus pedindo que o Senhor ajude nossos pobres irmãos a também se libertarem da exploração promovida pela quadrilha do Aldo Bertoni. Que deixem de serem escravos dessa esperta família paulista!

Fiquemos todos com Deus.

Boletim de 26/01/2012

26 jan

No link abaixo, leia o boletim publicado na última quinta-feira, a palavra que será levada a todas as congregações apostólicos no próximo fim de semana.

Não há sequer o que destacarmos nesta edição, visto tratar-se apenas de repetição de todas as mentiras já pregadas em meses anteriores. É sempre a mesma jogada:  usar, mesmo que de forma completamente distorcida, a Palavra de Deus para arrecadar dinheiro de pobres pessoas incautas, vítimas de um odioso fanatismo religioso.

BOLETIM DE 26/01/2012

Fiquemos todos com Deus, e continuemos a orar para que o povo apostólico, os que ainda são enganados pela quadrilha do Aldo Bertoni, possam perceber que estão engolindo veneno para a alma, e não a Palavra de Deus.

Que Fim Levou o Habeas Corpus?

25 jan

Como a maioria de nossos amigos leitores bem sabem, no dia 13/09/2011 o Ministério Público do Estado de São Paulo impetrou no Tribunal de Justiça de São Paulo com pedido de prisão preventiva contra Aldo Bertoni. O receio do MP era que o réu fugisse ou tentasse atrapalhar a conclusão do processo.

Também é do conhecimento de todos, que no dia 23/09/2011, um jovem advogado da cidade de Marília-SP, membro da congregação apostólica daquela cidade, entrou com um pedido de Habeas Corpus preventivo, na intenção de ajudar o “santo profeta” caso sua prisão fosse decretada. Só que demonstrando grande inexperiência no trato do assunto, o nosso irmão advogado sequer se deu ao trabalho de tentar comprovar que Aldo Bertoni realmente sofria “grave constrangimento”, não anexando ao processo qualquer documento que comprovasse suas alegações, e por isso o pedido do advogado foi indeferido, conforme noticiamos em nosso antigo blog, no final do mês de setembro de 2011. Clique nos links em vermelho para acessar os documentos.

HABEAS CORPUS INDEFERIDO

Não conformado com a decisão liminar, nosso jovem doutor mesmo assim tentou comprovar que Aldo Bertoni estava tendo a prisão preventiva solicitada injustamente. Mas é uma pena que a análise das tais “provas” foi prejudicada pela perda de sentido do pedido de Habeas Corpus, pois a prisão domiciliar de Aldo Bertoni foi substituída por medidas alternativas, como o pagamento de fiança de R$ 109.000,00 e o impedimento de sair da Comarca (cidade de São Paulo) sem autorização judicial, entre outras medidas. Esta última decisão, sepultando o pedido de Habeas Corpus de uma vez por todas, saiu no último dia 09 de janeiro.

HABEAS CORPUS ALDO BERTONI – DECISÃO FINAL

Clique nas imagens para ampliá-la

O advogado de quem falamos chama-se Aldo Luiz Gonçalves Dias, e como já dissemos anteriormente, reside e congrega na cidade de Marília-SP. Provavelmente, é um daqueles jovens que nasceram na Igreja Apostólica, e espiritualmente falando, não conhecem nada além das mentiras e fábulas que há anos é pregada na igreja, inclusive por mim. Essa é uma grande prova de como o fanatismo vitima não apenas aqueles irmãos de menor escolaridade, mas também até os jovens “doutores” da igreja.

O mais triste, meus caros amigos, é que esse jovem advogado demonstra, através das redes sociais, grande indignação contra a corrupção e contra a bandidagem em geral. Seria cômico se não fosse trágico, ver este jovem ser tão atuante em suas manifestações contra os criminosos desse país, ao mesmo tempo em que defende um dos grandes bandidos desse mesmo país com unhas e dentes.

Ainda bem que o rapaz confia no GAECO, o mesmo grupo do Ministério Público que investiga o criminoso Aldo Bertoni. Talvez tenha sido a certeza da excelência do trabalho desses profissionais do MP que tenha feito nosso jovem advogado correr para tentar impedir a prisão do Aldo Bertoni. Quem sabe esses mesmos profissionais, ao conseguirem que se faça justiça contra o abusador sexual Aldo Bertoni, não ajudem nosso jovem advogado a também perceber que não passa de massa de manobra para a quadrilha de criminosos liderada por Aldo Bertoni?

Que Deus ajude este jovem rapaz a verdadeiramente começar a trabalhar por seus nobres ideais de mais justiça para o nosso corrupto país, ao invés de ficar defendendo um velho bandido que só abusou da boa fé do inocente povo apostólico, nos últimos 40 anos.

Fiquemos todos com Deus.

Tentativa Fracassada

22 jan

Publicamos a matéria abaixo porque é óbvio que os cúmplices do Aldo Bertoni nunca avisariam os irmãos apostólicos, sobretudo aqueles que são do interior, do andamento de um dos processos criminais a que o líder da Igreja Apostólica está respondendo na justiça.

Quem espera que saia alguma nota no boletim, para esclarecimento dos fatos, é melhor esperar sentado, porque nunca virá. Não é objetivo dos capangas do falso profeta manter nossos irmãos apostólicos informados, o objetivo deles é que esqueçam dessa história o mais rápido possível e continuem enviando suas ofertas normalmente.

Quem pensa que Aldo Bertoni está parado, apenas aguardando o início do julgamento do processo processo judicial a que responde pelos abusos sexuais que cometeu contra fiéis da Igreja Apostólica, está enganado.

Nesta semana saiu no Diário Oficial do Estado de São Paulo mais uma decisão da justiça a respeito do caso. Os caríssimos advogados de Aldo Bertoni bem que tentaram, mas o juiz do caso não mordeu a isca.

Vejam a decisão que foi publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo, na edição da última sexta-feira, dia 20 de janeiro de 2012.

 

Diário Oficial do Estado de São Paulo – 20/01/2012

Você também pode acompanhar o andamento do processo diretamente no site do Tribunal de Justiça de São Paulo. Ao fazer a pesquisa “consulta de processos”, digite o nome do Aldo Bertoni no campo “nome da parte” e você encontrará a seguinte resposta:

(Para ampliar as imagens, basta clicar sobre elas)

 

Em resumo, aconteceu o seguinte:

 

Os advogados do Aldo Bertoni, aqueles pagos com a nossa oferta, tentaram impedir o julgamento alegando que os crimes estariam prescritos, por terem ocorrido já há algum tempo, e que no processo não há exame de corpo delito nas vítimas.

 

Entretanto, vejam o diz o juiz em seu despacho:

 

“Há indícios de prática de violência real, segundo dados que instruem a denúncia, confirmada a legitimidade do Ministério Público (ação penal incondicionada) – Súmula 608 do STF. Afasto, assim, prescrição alegada. A natureza da ação delitiva que se imputa e lapso temporal faz prescindir elaboração de laudo de exame de corpo de delito, de nenhuma utilidade a essa altura. Mantenho o recebimento da denúncia e designação de fls. 1240/1242. Em obediência ao artigo 401 do Código de Processo Penal, defiro apenas o número legal de oitivas (oito), devendo a defesa refazer o rol no prazo de 48 horas e, no silêncio, serão consideradas apenas de 1 a 8 já arroladas.”

 

Portanto, está mantida a primeira audiência para julgamento do processo, em 27/02/2012, às 14 horas, no Fórum Criminal da Barra Funda. Vamos entrar em contato com a Promotoria para sabermos se cidadãos comuns também podem acompanhar as audiências presencialmente no Fórum.

 

Mas é uma pena o juiz não ter permitido a inclusão, neste processo, de sete novas mulheres que denunciaram Aldo Bertoni somente após a exibição da reportagem pelas redes de TV Record e Bandeirantes, pela prática de abuso sexual, atentado violento ao pudor, tentativa de estrupro e estrupro.

 

A propósito, seria bom que os irmãos apostólicos conhecessem quem são os dois advogados que estão fazendo a defesa do “profeta estuprador”. É claro que eles não estão fazendo nada de errado, estão apenas cumprindo seu trabalho e são devidamente remunerados para isso, mas anotem os contatos dos advogados, caso os irmãos queiram manifestar sua indignação na improvável hipótese do Aldo Bertoni ser absolvido graças ao trabalho deles.

 

 

 

Fiquemos todos com Deus, e que justiça seja feita! 

Boletim de 19/01/2012

20 jan

Quando afirmamos que a Igreja Apostólica tornou-se a “igreja do profeta do diabo”, não estamos exagerando. Vejam, neste boletim, como os cúmplices do falso profeta Aldo Bertoni trabalham para afastar o povo apostólico das verdades bíblicas, da pureza do Evangelho pregado por Jesus Cristo.

A partir do momento em que você passa a ter um mínimo de conhecimento da mensagem bíblica, esses boletins passam a doer os olhos de tantas besteiras que você pode encontrar ali escritas. Quero chamar especial atenção ao tópico “A Fé nos Santos de Deus”, escrito por João Stancey e por José Roberto Rozani. Se você já se libertou da seita diabólica e já possui algum conhecimento das Escrituras, aponte, em seus comentários, o erros doutrinários contidos no texto. Ao longo da semana, debateremos sobre o assunto.

Muitos verdadeiros pregadores do Evangelho se esforçam para que o mundo conheça o puro e genuíno Evangelho de Jesus Cristo. Homens como Aldo Bertoni, João Stancey e José Roberto Rozani, se esforçam para ensinar algo muito diferente do que Jesus ensinou. No dia do julgamento, não gostaria de estar na pele desses homens.

Boletim de 19/01/2012

Fiquemos todos com Deus.

O Primeiro Amor

17 jan

Texto publicado originalmente em 06/03/2010, em nosso antigo blog

“HONRA E GLÓRIA AO NOME DE DEUS, NOSSO PAI, E A JESUS CRISTO, SEU FILHO AMADO.”

A mensagem acima está escrita em placas que estão sob os púlpitos de todas as congregações da Igreja Apostólica, incluindo a Sede. Foi escrita pelo Bispo Eurico Mattos Coutinho na fundação da igreja e desde então passou a ornamentar todos os locais onde existem cultos da Igreja Apostólica. Nesta frase, está gravada a essencia do sentimento que levou à fundação desta igreja, que era honrar e dar glórias ao Pai, nosso Criador, e ao Filho, nosso Salvador. Só a eles. Este foi o primeiro amor da Igreja Apostólica.

Até a década de 70, esta era a única placa que adornava os templos apostólicos. Mas, após a morte da vó Rosa, com a aceitação, pela direção da igreja, composta pelo Bispo Eurico e pela recém-falecida Missionária Odete, da história contada pelo mundano sobrinho da vó Rosa, Aldo Bertoni, que todos já conhecem de cor e salteado, surgiu uma nova placa nos templos apostólicos, dessa vez exaltando a mãe de Jesus e a vó Rosa. Esta segunda placa, desde essa época, também passou a ser presença obrigatória em todos os pontos de pregação da igreja. Este foi o segundo amor da Igreja Apostólica, e é o que predomina até hoje.

Desde então, a criatura (Vó Rosa e Aldo Bertoni) passou a ter mais valor que o Criador (Deus, o Pai, e Jesus, o Salvador), passando a fazer exatamente a mesma coisa que o povo pagão relatado pelo apóstolo Paulo em Romanos 1:23 (“Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente”). E isto pode ser visto em qualquer reunião apostólica, nos hinos, nos testemunhos, nos boletins, enfim, em qualquer trabalho desta igreja. Quanto a Maria, a mãe de Jesus, devemos sim respeitá-la, amá-la pelo seu importante ministério terreno, mas não adorá-la ou venerá-la, porque isso a elevaria ao status de “deusa”, quando temos um único Deus.

Quando a Igreja Apostólica finalmente voltar a estudar a verdadeira palavra do Senhor, o que foi deixado de ser feito ainda na década de 60, com a intromissão da católica vó Rosa no trabalho criado pelo Bispo Eurico, aprenderá que isto que fazem é desagradável a Deus, de modo que Ele não pode estar ali, e aí abrem a brecha para demônios como Aldo Bertoni destruírem a Obra de Deus.

Se você tiver uma bíblia em sua casa, livro que pouquíssimos apostólicos possuem, apesar de se considerarem o único povo que será salvo por Deus, veja o que está escrito em Mateus 4:10, durante sua tentação, Jesus diz ao diabo – “ao Senhor Teu Deus adorarás e só a Ele darás culto” usando as palavras da Lei em Êxodo 20:4 e 5, quando Deus ordena ao povo de Israel: Só a Ele adoração e o culto. O constante desígnio de Satanás é roubar aquilo que é devido a Deus – a adoração.

Quando, portanto, Jesus focaliza ao Pai está focalizando também a si mesmo (quem vê a mim vê ao Pai – João 14:9) e está focalizando também ao Espírito Santo (João 14:26) . A trindade Santa portanto, são o foco da nossa adoração e a Eles nos achegamos com liberdade e amor. Em Apocalipse 24:10, quando o anjo aparece a João, ele se curva para adorá-lo, ao que o anjo o impede e diz “adorar, só a Deus!”. Pessoas que muito trabalharam para Deus, devem sim ser honradas, respeitadas, ter seu exemplo seguido, mas nunca adoradas e veneradas.

Jesus, em Mateus 18:2, ensina o caminho do Reino dos Céus: “Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles, e disse: Em verdade vos digo que se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus”.

Ora, qual o primeiro amor de uma criança, senão aqueles que lhe puseram no mundo, aqueles que sempre lhe deram todo o amor e carinho possível? E Deus, não é nosso Pai? Nosso Criador? Mas a criança vai crescendo, conhecendo outras coisas, conhece novos amores. Um menino de 2, 3 e até 4 anos vê o seu pai como um herói. Tudo o que ele fala é verdade. Ele sabe de tudo, tem todas as respostas, não existem questionamentos. O filho confia, se entrega. Não há maldade, não há dúvidas, não há conhecimento suficiente que gere questionamentos. De fato, é verdade a palavra que diz que a letra mata e o espírito vivifica. Um grande conhecimento, muitas vezes, atrapalha a nossa inocência e a pureza de uma criança que confia inteiramente no seu pai.

Por isso, na carta à igreja de Éfeso, o apóstolo João exorta o povo: “Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.” (Apocalipse 2.4). Esta palavra diz aos nossos corações algo atual e verdadeiro. A igreja de Éfeso recebe uma carta de incentivo, mas com uma admoestação: “Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.” O primeiro amor é puro, inocente, não cheio de regras e condições, como é na Igreja Apostólica. Como já destaquei em post recente, lá há ensinamentos que dizem que você só chega a Deus através de Aldo e da Vó Rosa! Só chega a Deus através do cumprimento de regras duras e exageradas que, pasmém, o próprio “profeta” Aldo Bertoni não cumpre nenhuma.

Irmãos apostólicos, voltem ao primeiro amor! Foi o que Jesus Cristo nos ensinou.

Fiquemos todos com Ele.