Arquivo | maio, 2013

Outro Aldo Bertoni?

12 maio

Falsos Profetas e Falsos PastoresFalsos Pastores, Falsos Profetas. Até quando?

 

 “Assim diz o SENHOR: Maldito é o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta seu coração do SENHOR!” (Jeremias 17:5)

 

“Porque se levantarão falsos cristos, e falsos profetas, e farão sinais e prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos.” (Marcos 13:22)

“Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.” (Mateus 7:15)

 

Esta semana, caros irmãos e amigos, todos puderam tomar conhecimento de mais um escandaloso caso de uso da fé para satisfação de desejos sexuais. Trata-se do “pastor” Marcos Pereira, líder da IDUD (Assembléia de Deus dos Últimos Dias). Para prosseguirmos em nosso raciocínio, é necessário que você leia as seguintes reportagens abaixo (clique e abrirá uma nova janela):

Estupros seriam para curar e santificar vítimas, diz Delegado

Mulher que acusa pastor de estupro diz que teme pela sua família

Igreja fundada por pastor suspeito de estupros proíbe televisão e coca-cola

Igreja de Marcos Pereira compara pastor com Jesus Cristo, Apóstolos e Profetas

Na garagem do pastor Marcos Pereira, carros avaliados em 1 milhão de reais

Meus caros, quem tem acompanhado o caso Aldo Bertoni, por favor, nos diga: onde estão as diferenças entre esses dois casos? Vejam que até a reação de boa parte dos membros das duas igrejas são exatamente iguais!

Para nós, que somos vítimas do Aldo Bertoni, talvez a grande diferença é que sobre esse outro pastor, nós estamos apenas repetindo o que a polícia, a justiça e a imprensa contam sobre ele, enquanto que sobre o Aldo Bertoni, nós mesmos presenciamos muitos dos seus mau feitos. Mas como onde “há fumaça, certamente há fogo”, certamente o caso desse outro “falso representante de Deus” também é verdade.

Percebem como o padrão de ação dos dois são muito semelhantes? Será que Aldo Bertoni já fez seguidores? E percebem como a reação dos membros da “Assembléia de Deus dos Últimos Dias” é bem parecida com a reação dos membros da Igreja Apostólica?

1. Tanto o “pastor” Marcos Pereira quanto o “profeta” Aldo Bertoni também diziam às suas vítimas que precisariam fazer aquilo para libertá-las de algum mal, e as mulheres acreditavam, pois achavam que estavam diante de “um homem de Deus”.

2. Nos dois casos, vítimas foram estupradas por anos seguidos, sem desconfiar de nada, tamanho o fanatismo dessa gente.

3. Nos dois casos, vítimas foram ameaçadas quando decidiram denunciar o “santíssimo estuprador”.

4. Nos dois casos, as igrejas lideradas por ambos excedem o que nos ensina a Bíblia Sagrada e aplicam várias regras para restringir e vigiar a vida dos membros. Será uma estratégia para evitar que pessoas com capacidade de raciocinar normalmente fiquem na igreja e venham a questionar as atitudes incorretas do líder?

5. Viram como, assim como os apostólicos estão fazendo com o Aldo Bertoni, os membros da ADUD também estão comparando o pastor deles com o próprio Jesus Cristo? Não parece que até copiaram os apostólicos, dizendo que “Jesus, os profetas e os apóstolos também foram perseguidos”?

Engraçado que ninguém lembra que Jesus, os antigos profetas e os apóstolos foram perseguidos por pregarem a Palavra de Deus, e não por cometerem crimes contra as pessoas e a sociedade.

A sorte do Aldo Bertoni é que só foi descoberto quando já era idoso, e teve sua prisão substituída pelo pagamento de fiança, senão estaria na mesma situação desse tal “pastor”.

Mais uma vez, caros irmãos e amigos, aqui se cumpre outra profecia de Jesus:

“Portanto, não tenham medo deles. Não há nada escondido que não venha a ser revelado, nem oculto que não venha a se tornar conhecido.”

 (Jesus Cristo, em Mateus 10:26)

Fiquemos todos com Deus.

Interrogatório do Aldo Bertoni – 03/05/2013

7 maio

Justiça Pública x Aldo Bertoni

Clique na imagem para ampliá-la, ou consulte o Processo 0079701-74.2011.8.26.0050 diretamente no portal do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

(http://www.tjsp.jus.br/)

Como todos sabíamos, não porque os cúmplices do Aldo Bertoni tenham dado algum esclarecimento ao povo apostólico a respeito do assunto, e sim porque acompanhamos o andamento do processo através dos nossos advogados e dos sistemas próprios para isso, a audiência onde Aldo Bertoni seria interrogado aconteceria em 03/05/2013 e em domicílio por ele indicado, haja vista a alegação de que o “santo profeta” está em precário estado de saúde. Portanto, a audiência ocorreria em seu apartamento, no bairro do Brooklin, em São Paulo, ou no hospital que porventura ele estivesse internado no dia da audiência.

Ainda não sabemos onde foi realizada a audiência, e quando tivermos essa informação, informaremos a todos. Entretanto, temos a certeza de que ela foi devidamente realizada, e Aldo Bertoni foi finalmente interrogado pelo Poder Judiciário. Vejam que, através do próprio sistema de acompanhamento de processos do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, foi registrada a emissão de um “Termo de Audiência”, o que significa que finalmente essa audiência onde Aldo Bertoni teria que ser ouvido foi realizada.

É preciso lembrar que Aldo Bertoni, desde que foi denunciado na TV, tem fugido de tudo e de todos. Só não foge dos fanáticos que acreditam em sua “santidade”, pois considera estes bobos e ingênuos demais para lhe fazerem alguma pergunta embaraçosa.

Quando não está internado no hospital, Aldo só comparece na Sede da Igreja Apostólica depois do anoitecer, pois teme ser preso por algum motivo, e sabe que nossa Constituição Federal proíbe prisões depois do anoitecer, salvo se for em flagrante. O Tribunal de Justiça tenta ouvi-lo desde o dia 03 de dezembro de 2012, quando aconteceria a audiência da sua oitiva, no Fórum Criminal da Barra Funda. Desde essa data, aconteceram várias outras audiências para a oitiva do covarde “santo profeta”, onde só compareceram seus advogados portando atestados médicos. Na nossa opinião, FALSOS atestados médicos, pois Aldo Bertoni era visto chegando na Sede da Igreja Apostólica andando normalmente apenas alguns dias depois da apresentação de tais atestados.

Claro, sabemos que tal artifício adotado por Aldo Bertoni tem a única finalidade de postergar o máximo possível a sua sentença. Quanto mais o tempo passa, maiores as chances dele não ser punido devido à prescrição de vários crimes.

Só que a fuga do “santíssimo profeta” acabou na última audiência que deveria ter sido realizada no dia 19 de março passado. Nesta data, diante de um novo atestado médico do Aldo Bertoni, a juíza decidiu que eles, o Poder Judiciário, iriam até onde estaria o “adoentado” Aldo Bertoni.

O “Termo de Audiência” é uma espécie de ata onde se registra tudo o que foi dito e feito na audiência. Infelizmente, nesse momento não temos acesso a esse documento por conta do Segredo de Justiça decretado para este processo.

Mas vejam, através do sistema do próprio Tribunal de Justiça na internet, que nenhuma nova audiência foi marcada, o que significa que a juíza não tem mais dúvidas sobre o processo e está pronta para emitir a sentença. De acordo com informações que obtemos com servidores do Tribunal, agora a magistrada tem até 60 dias para proclamar sua sentença.

Aldo Bertoni, o “santíssimo e covarde profeta”, bem que tentou, por algumas vezes funcionou, mas agora não conseguiu fugir.

Ainda que muitos apostólicos que conseguiram se libertar das mentiras do profeta diabólico Aldo Bertoni, estejam ansiosos por um desfecho e estejam clamando por justiça contra esse enganador, ainda será necessário aguardar mais um pouco.

Temos confiança que, com o encerramento deste julgamento das violações sexuais mediante fraude praticadas por Aldo Bertoni, outros de seus crimes começarão a ser submetidos ao Poder Judiciário, em especial os crimes financeiros praticados contra as finanças da Igreja Apostólica.

Fiquemos todos com Deus, em oração para que nossos pobres irmãos apostólicos que ainda estão iludidos com o falso profeta, por falta de conhecimento de quem seja o verdadeiro Aldo Bertoni, também consigam  se libertar desse reino de mentiras, de ilusões e enganação chamado Igreja Apostólica da Santa Vó Rosa.

Deus abençoe a todos nós.

Ela é o Consolador? – Parte 3

1 maio

Para melhor visualização, clique sobre as fotos, e você irá vê-las em tamanho natural

Caros irmãos e amigos, como bem pudemos relembrar nas duas postagens anteriores, Rosa Alves, que hoje é chamada de “santa vó Rosa”, era tida na Igreja Apostólica como uma profetisa, a exemplo de seu esperto sobrinho Aldo Bertoni, que hoje também é chamado de profeta. A diferença é que Rosa dizia conversar com Jesus Cristo, e Aldo Bertoni diz que conversa com o “fantasma” de sua falecida tia Rosa.

Sua maior “profecia” era que ela veria, em vida, o fim do mundo, e quando esse momento chegasse, ela seria arrebatada para os céus juntamente com todos os fiéis da Igreja Apostólica. Quase toda a pregação da época girava em torno disso: “me obedeçam, e vocês vão para o céu comigo, mas se não me obedecerem, vão queimar no fogo do inferno”. Em suma, esta era a base da pregação.

Acontece que sua profecia nunca se cumpriu. A morte lhe visitou numa trágica tarde de segunda-feira, no dia 26 de outubro de 1970, quando foi atropelada por um taxista.

Seu velório durou quase uma semana, pois a igreja, incluindo sua direção, naquela época composta pelos também falecidos “bispo” Eurico Mattos Coutinho e sua esposa, a “missionária” Odete Correa Coutinho, tinham a esperança de que Rosa iria ressuscitar, e cumprir suas “profecias”. Até seu jovem marido, o então pastor apostólico Renato Alves, passou todos os dias do velório em intensas orações, ao pé do caixão, clamando para que Rosa ressuscitasse.

Para que seu corpo resistisse a tanto tempo sem exalar os odores característicos da decomposição, passou por processo de embalsamamento para que durasse ao menos por 5 dias.

Mas a tal profecia não se realizou, mostrando-se completamente falsa. Foi por tal motivo que nessa época muitos apostólicos abandonaram a igreja, pois imediatamente se lembraram do que Deus nos ensina no livro de Deuteronômio, capítulo 18, versículo 22. Aliás, este é um daqueles capítulos da Bíblia onde Deus nos fala sobre falsos profetas, e curiosamente é um daqueles capítulos que nenhum apostólico faz questão de lembrar que existe, inclusive os escritores de boletins da igreja.

Como a “vó” Rosa não ressuscitou, então teve seu corpo encaminhado para sepultamento no túmulo da família Bertoni, localizado em um cemitério municipal que fica na zona oeste de São Paulo, no bairro da Lapa.

Cemitério da Lapa

Uma curiosidade: lembramo-nos que uma das coisas que se dizia sobre o sepultamento da “vó” Rosa, era que seu corpo nunca se deterioraria, se alguém fosse exumá-la dali 40 anos, encontraria seu corpo intacto. Certamente, se alguém tentar tirar tal prova, só encontrará ossos nessa sepultura.

Cemitério da Lapa

Cemitério da Lapa: aqui terminaram as dezenas de “profecias” da antiga “profetisa apostólica” Rosa Alves

Nessa época a Igreja Apostólica, comandada pelo seu então presidente, o “bispo” Eurico, já era bastante numerosa, com congregações em muitas cidades. Para o velório, foram para São Paulo quase 40 ônibus, o que deu até notícia na imprensa da época, pois naqueles tempos raras eram as denominações religiosas que conseguiam arrebanhar tanta gente para um mesmo evento. Durante a semana inteira o programa “A Hora Milagrosa” anunciou o velório e chamava os ouvintes para prestarem suas últimas homenagens à “profetisa” Rosa, aquela “com quem Jesus falava pessoalmente”.

Túmulo da "vó" Rosa

Você realmente crê que a terceira pessoa da Trindade Divina, os supostos restos mortais do ESPÍRITO SANTO, O CONSOLADOR, estão nesse local? Creia somente naqueles que não possuem sepultura neste  mundo: Deus: O Pai, O Filho, O Espírito Santo.

Quando Rosa foi sepultada, já estavam enterrados no mesmo túmulo os pais do Aldo Bertoni, Victório Bertoni e Maria da Costa Bertoni, e um de seus irmãos, o Samuel Bertoni.

Túmulo da "vó" Rosa

David Bertoni, um fumante inveterado, pecador, escarnecedor dos apostólicos, irmão do Aldo Bertoni,  dividindo o mesmo espaço com o ESPÍRITO SANTO, O CONSOLADOR? Contem outra!

Posteriormente foram enterrados lá os outros dois membros da direção da Igreja Apostólica, além de um outro irmão do Aldo Bertoni, o David Bertoni, que chegamos a conhecer, pois era o gerente do Restaurante Canarinho, aquele que fica ao lado da Sede apostólica, e é de propriedade da família Bertoni.

Um fato que também não podemos deixar de recordar, eram as constantes pregações da “missionária” Odete, que mesmo após a morte de seu marido, dizia que não morreria antes do fim do mundo. Certa vez ela pregou, e me recordo porque ouvi pessoalmente, que o mundo não passaria do ano 2000. Quem estava na Sede naquele dia, há de se lembrar.

Notem: sobre isso, nenhum apostólico fala ou comenta absolutamente nada. Será que não percebem que desde o princípio a Igreja Apostólica já era uma igreja de mentiras e falsas profecias?

Túmulo da "vó" Rosa

E a antiga “santa direção” da Igreja Apostólica volta a se reunir! Só está faltando mesmo o bandido Aldo Bertoni, e então a Igreja Apostólica estará livre da maldita família  (Os Bertonis) que só enriqueceram às nossas custas e nos exploraram por mais de meio século

Curioso notar também, caros irmãos e amigos, que Rosa Alves, aquela que hoje se diz tantas coisas dela, que é a “rainha dos céus”, “salvadora da humanidade”, e que se dizia tão especial, a “porta-voz de Jesus Cristo na Terra”, foi parar no mesmo buraco que pecadores comuns. O David Bertoni, por exemplo, era um fumante inveterado, falava mais palavrões que muito bêbado por aí, e dizia professar a religião espírita, apesar de dar demonstrações de que não cria em Deus, a começar por esconder a verdade sobre seu irmão bandido.

Paralelamente a tudo isso, o plano de Aldo Bertoni para enriquecer às custas da crendice dos apostólicos já estava em marcha.

Primeiramente, contou a história da “aparição” ao casal de fundadores da igreja. Num primeiro momento, Eurico não acreditou na história, mas depois acabou aceitando-a graças à influência de sua esposa, que acreditou piamente em Aldo Bertoni, e também porque viu que era uma boa desculpa para explicar aos fiéis o fato de 16 anos de pregações estarem sendo desmentidas com a trágica morte da “profetisa” Rosa.

Se pensam que Aldo Bertoni foi imediatamente conhecido pelos apostólicos, estão enganados! Aldo só foi anunciado como “sucessor” da “profetisa” Rosa quase 2 anos depois da sua morte. Até então, apenas alguns da Sede o conheciam como “o motorista da direção”.

Inicialmente, para conter os burburinhos e a indignação pelas falsas profecias da “vó” Rosa Alves não cumpridas, a direção anunciou a velha história que conhecemos bem, que Rosa não havia morrido, havia sido “arrebatada”, e havia deixado um sucessor, que seria conhecido logo depois. De fato, com nomeação estatutária como diretor da igreja, Aldo Bertoni só tomou posse em seu cargo atual em 1978, portanto, apenas 8 anos após a morte de sua tia. Sob que condições Aldo conseguiu essa proeza, já que sequer acredita em Jesus Cristo, ainda não sabemos, mas estamos investigando e fazendo o levantamento histórico.

O resto da história, caros irmãos e amigos, todos nós já sabemos, e aquela que era para ser “A” igreja de Deus nessa Terra, virou essa seita idólatra que bem conhecemos, cuja existência hoje serve apenas aos interesses financeiros da família Bertoni, de forma que sequer podemos chama-la de “igreja” ou até mesmo de “religião”.

Mantenhamos-nos em orações para que nossos pobres irmãos apostólicos também consigam enxergar toda essa realidade que Deus tem nos mostrado.

Fiquemos todos com Deus.