Os Eleitos: O Conselheiro Contábil

13 set

Carlos Alberto Trevisan

Carlos Alberto Trevisan

Conselheiro Contábil da Igreja Apostólica

* * *

Quando Aldo Bertoni ingressou de fato na diretoria da Igreja Apostólica, em 1978, o chamado “pastor Trevisan” era o contador da igreja, homem da confiança do Bispo Eurico. Sua formação é de técnico contábil, mas a verdade é que não entende nada de contabilidade. Depois que Aldo assumiu, começou a procurar formas de substituir pessoas que eram da confiança do presidente da igreja, e Eurico era obrigado a aceitar essas trocas, afinal, era “ordem da vó Rosa”.

Na primeira vez que em que Trevisan cometeu um erro relevante, Aldo aproveitou para substituí-lo, e em seu lugar colocou Fêgo Camargo, irmão da falecida apresentadora Hebe Camargo, e que era seu “amigo de bebida”. Fêgo ficou pouco tempo na contabilidade da igreja, e então Aldo Bertoni trouxe Hélio Viana da Rocha, recém casado com sua sobrinha Sueli Bertoni Viana, homem que ainda hoje é o mais poderoso na Igreja Apostólica. Vale destacar que, na época, Hélio possuía apenas o curso técnico em contabilidade, mesma formação de Trevisan.

Desde que foi afastado da contabilidade da igreja, Trevisan exercia apenas a função de pastor. Foi afastado também dessa função quando se envolveu em um episódio polêmico: impediu uma noiva de se casar na sede da igreja alegando que ela estava “maquiada demais”. A igreja foi processada e teve que pagar 60 mil reais aos noivos. Detalhe: a noiva é irmã de um funcionário do escritório da igreja, chamado Natanael Soares.

*

Trevisan impede noiva de se casar - Igreja Apostólica

RELEMBRE O CASO DA NOIVA CLICANDO AQUI

* * *

Na época, vários veículos da imprensa tentaram ouvir representantes da igreja, mas como Aldo Bertoni sempre morria de medo de repórteres, escalou o atual presidente da igreja, José Solyom, para ficar na porta da igreja recebendo os repórteres. Em outras palavras: Aldo Bertoni exigia disciplina dos apostólicos, mas não era homem para defender essa disciplina perante a sociedade. Deixava essa função para os tapados fanáticos.

Aldo Bertoni sempre descartou qualquer um que ameaçasse o sossego do seu “reinado”, e dessa vez não foi diferente: afastou Trevisan de todas as suas funções, que acatou as ordens sem reclamar. Desde então, era um simples membro que aos domingos se sentava nos últimos bancos da sede da igreja.

Portanto, caros irmãos e amigos, Trevisan também não representa qualquer perigo à quadrilha do Aldo Bertoni, por ser apenas “massa de manobra” dos corruptos.

Uma resposta to “Os Eleitos: O Conselheiro Contábil”

  1. Eduardo Barros 22/12/2014 às 15:40 #

    Me lembro do caso dessa noiva. Coitada. Hoje em dia tem noiva que casa igual uma mãe de santo toda maquiada e com roupas bem decotadas para as normas da seita. Velhinho filho da pura né. Mas o lugar dele está reservado no inferno junto com a diretoria podre.

    dudubbarros@gmail.com

    Curtir

Após seu comentário, digite seu e-mail para que outros participantes tenha a oportunidade de entrar em contato com você.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: