Os Eleitos: O Conselheiro Patrimonial

14 set

Luiz Carlos dos SantosLuiz Carlos dos Santos

Conselheiro Patrimonial

* * *

Luiz Carlos dos Santos, juntamente com Wagner Ormanji, são os dois “novatos” na administração da Igreja Apostólica. Também nunca fez parte da quadrilha criminosa do Aldo Bertoni, aquele grupo de pessoas que mesmo sabendo de todas as mentiras a respeito do “santo primaz”, sustentavam essas mentiras junto ao povo apostólico, especialmente aqueles do interior, em troca de benefícios financeiros pessoais que o falso profeta lhes concedia.

Sua eleição também foi uma péssima notícia para os quadrilheiros, especialmente para Hélio Viana da Rocha, que mantém o controle sobre a maior parte dos integrantes do Conselho Deliberativo. Para seu lugar, a intenção era eleger José Caffaro Neto, outro que mesmo sabendo de toda a sujeira, se mantém calado apenas para manter seus benefícios pessoais, como salário e o aluguel de seu apartamento. Mas, quando aberta as urnas, o resultado foi inverso ao que esperavam os quadrilheiros.

Luiz Carlos sempre foi mais um inocente, assim como éramos nós, que procurava ajudar de todas as formas a “santa igreja”, e há muitos anos era pregador voluntário da Igreja Apostólica, sem qualquer vínculo empregatício.

Há alguns anos, Aldo Bertoni se valeu de uma tragédia familiar para “capturar” de vez o coração de Luiz Carlos: seu filho adolescente morreu vítima de um acidente automobilístico. Segundo muitos irmãos apostólicos, se envolveu em um “racha”, e perdeu a vida.

Aldo Bertoni era expert em nos enganar. Sabia aproveitar todas as oportunidades e toda a nossa fragilidade para nos fanatizar. E foi isso que Aldo fez com Luiz Carlos: se aproveitou da dor pela qual passava Luiz Carlos, para dizer que havia conversado com o espírito de seu filho morto, e que ele estava muito bem, no céu.

Imagine você, fiel nas mentiras do Aldo Bertoni, passando pela dor da perda de um filho, receber uma notícias dessa do homem que dizia ir ao trono de Deus conversar com o próprio Pai? Era reconfortante demais! E foi a partir desse momento, que Luiz Carlos aumentou sua devoção por Aldo Bertoni, numa busca por conforto para sua alma, pela imensa perda sofrida.

Aldo Bertoni sabia muito bem como nos enganar. Não foi à toa que escondeu suas mentiras por quase 40 anos.

Agora imagine a situação atual, onde um homem honesto como Luiz Carlos assume responsabilidades na administração da Igreja Apostólica. De acordo com o Artigo 14 do novo Estatuto da igreja, compete a Luiz Carlos gerir todo o ativo imobiliário da igreja.

E agora? Como agirá Luiz Carlos, diante da descoberta de que a maior parte dos imóveis doados para a igreja, estão no inventário do Aldo Bertoni? O que fará quando descobrir, por exemplo, que a Igreja Apostólica paga aluguéis para a própria família Bertoni, por imóveis que eram da igreja e hoje estão no nome do falecido Aldo?

São perguntas como essas que nos fazem crer que Luiz Carlos, assim como Wagner Ormanji, não durarão muito tempo em seus cargos, ao menos enquanto a administração da igreja estiver entupida de corruptos cúmplices do bandido Aldo Bertoni.

Após seu comentário, digite seu e-mail para que outros participantes tenha a oportunidade de entrar em contato com você.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: