Tag Archives: Carlos Alberto Trevisan

DEMITIDO!

17 fev

Contador da IA - HelioVianaHélio Viana da Rocha, sua esposa e filhos: sobrinho do Aldo Bertoni, foi o contador e administrador da Igreja Apostólica nos últimos 30 anos. Hélio nunca foi apostólico, mas era o único homem em quem Aldo Bertoni confiava para movimentar todo o dinheiro da Igreja Apostólica

* * *

Aconteceu algo que pensávamos que dificilmente aconteceria: foi demitido por justa causa, o contador da Igreja Apostólica durante quase toda a gestão do Aldo Bertoni, que também é seu sobrinho.

A demissão aconteceu por 6 votos a 2. Votaram pela permanência de Hélio na administração da igreja, os conselheiros Efigênia Joventino e João Stancey, por motivos óbvios.

Hélio foi levado para a Igreja Apostólica por Aldo Bertoni em 1984, o ano em que o Bispo Eurico Mattos Coutinho faleceu. Enquanto Eurico era o presidente da igreja, de fato, o contador era o pastor Carlos Alberto Trevisan, que agora voltou como Conselheiro Contábil da Igreja Apostólica. Mas na época, havia uma insatisfação com o trabalho que ele fazia, pois, além da contabilidade, que não passava de contas de somar e subtrair, ele também era responsável pelas contas a pagar da igreja e, como não mantinha controle das contas bancárias, muitos dos cheques liberados para pagamentos eram devolvidos por falta de fundos.

Quando a mãe de Trevisan faleceu, ele ficou muito abatido e depressivo, e teve de ser afastado do trabalho. Foi a deixa para Aldo Bertoni levar seus amigos para a contabilidade da igreja. O primeiro contador indicado por Aldo foi o irmão da falecida apresentadora Hebe Camargo, chamado Fêgo Camargo (tinha o mesmo nome do seu pai), que era amigo de Aldo e era formado em Contabilidade. Hebe não se dava com a mulher de Fêgo, pois sabia que a mulher traía seu irmão. Antigos motoristas do “santo profeta” nos contam que essa traição ocorreu até com o próprio Aldo Bertoni.

* *

Hebe CamargoHebe Camargo: um dos irmãos dela, Fêgo Camargo, já foi contador da Igreja Apostólica. Você sabia? Ou é só mais um pobre enganado que nem sequer conhece a história de sua própria igreja?

* * *

Assim que retornou de seu afastamento, Trevisan ficou só gravando o programa “A Hora Milagrosa”. Fêgo ficou na contabilidade da igreja por alguns anos. O Bispo Eurico o detestava, pois fumava “como chaminé” dentro do escritório da Igreja Apostólica, onde fumar era considerado um dos piores pecados, mas não podia falar nada porque Fêgo era protegido do “sucessor da santa vó Rosa”.

Em 1984, Aldo Bertoni trouxe seu sobrinho Hélio para trabalhar também na contabilidade. Porém, como o ex-pastor Paulo de Campos, que era o administrador da igreja, descobriu várias falcatruas do “primaz” e percebeu que nada do que estava sendo pregado a respeito dele era verdadeiro, em 1985 resolveu sair da igreja. Então, Aldo colocou Hélio em seu lugar, como administrador. Como dissemos, nessa época Hélio era apenas técnico contábil, título obtido depois de ter feito o antigo “colegial técnico”. A partir dessa época, ficaram Hélio na administração e Fêgo na contabilidade. Quando Fêgo saiu, Hélio também assumiu a contabilidade.

Vejam só como são as coisas: os dois cargos mais importantes na hierarquia administrativa da Igreja Apostólica, foram entregues por Aldo Bertoni a homens que não criam, não seguiam e não respeitavam nada da doutrina e disciplina apostólica. Até fumar dentro da igreja eles fumavam! Será que algum apostólico sabe nos explicar tamanha contradição?

Apesar de nunca ter crido em nada que se prega na Igreja Apostólica, desde então Hélio tornou-se a única pessoa em quem Aldo confiava para movimentar todos os recurso da igreja. Aldo Bertoni não confiava em NENHUM apostólico que dizia crer nele, mas confiava em alguém que nunca creu na suposta santidade dele. Você consegue entender isso?

Em 1988, Hélio começou a fazer faculdade de Direito na Universidade de Mogi das Cruzes, juntamente com a Rosa Stancey, filha do atual escritor de Boletins e Conselheiro Administrativo da Igreja Apostólica, João Stancey. Claro, com tudo pago pelas ofertas que eu e você doávamos para a igreja.

* *

Hélio Viana da Rocha - Igreja ApostólicaVocê se lembra desse episódio? Logo após a TV Record denunciar Aldo Bertoni em rede nacional de televisão, a TV Bandeirantes também fez matéria a respeito. Quando tentou entrevistar Aldo Bertoni, claro que o falso profeta covarde se recusou a falar, e escalou seu sobrinho para substituí-lo. Mas veja que durante a entrevista, Hélio se apresenta apenas como “advogado do Aldo”, nunca como sobrinho e administrador da Igreja Apostólica. Por que fez isso? Ficou com medo do apresentador Datena?

* * *

Graças às nossas ofertas, hoje Hélio também é advogado. Até 2008, Hélio nunca havia exercido a profissão. Se você consultasse os processos dos tribunais de justiça de qualquer Estado, não achava nenhum processo cujo advogado fosse Hélio Viana da Rocha, com exceção de um mísero processo de inventário da própria família Bertoni. Quando passamos a denúncia-lo juntamente com seu tio ladrão, em 2008, curiosamente começaram a surgir vários processos no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo onde Hélio figura como um dos advogados, mas nunca como único advogado de tais processos. Hélio acha que somos burros: quando viu que o Ministério Público estava investigando a Igreja Apostólica, tratou de tentar mostrar “algum trabalho” como advogado, provavelmente para tentar justificar seus bens, caso a justiça quebrasse seu sigilo fiscal.

Hélio sempre foi o homem que administrou a Igreja Apostólica. Aldo Bertoni apenas assinava a papelada, mas nós, apostólicos tolos, sempre ignoramos tudo isso. Como já dissemos anteriormente, os interesses de Aldo eram outros: suas namoradas, sua coleção de carros antigos, sua coleção de armas de fogo, entre outros “hobbies” exclusivos para milionários que não precisam trabalhar. E, claro, a principal função de Aldo era atuar no papel principal de “santo profeta”, pois disso dependia a manutenção da “galinha dos ovos de ouro” chamada Igreja Apostólica.

Mas e agora?

O que dirão os apostólicos?

Hoje é sabido que Hélio foi demitido por justa causa em função de várias irregularidades encontradas pela auditoria contratada por Wagner Ormanji. Perderá a multa do FGTS dos últimos 31 anos trabalhados e sujará sua carteira de trabalho. Foi demitido por CORRUPÇÃO.

Mas Hélio não era homem da estrita confiança do “onisciente profeta” Aldo Bertoni? Não foi empossado em seu cargo pelo próprio Aldo Bertoni?

Algum apostólico saberia nos explicar o que foi que aconteceu? Aldo era corrupto ou não sabia de nada, provando a mentiraiada que é cantada nos hinos e pregada nas reuniões?

Aguardamos manifestações.

Fiquemos todos com Deus.

Os Sustentáculos da Farsa Apostólica – Parte 3

26 jan

José Roberto RozaniJosé Roberto Rozani, o “Robertinho”.

Você sabia que ele é um dos dois que escrevem os “santos Boletins”, que você ACHA ser palavra de Deus “fresquinha”?

* * *

Entre os anos de 2011 e 2012 iniciamos a publicação de uma série de postagens a respeito de quem eram as pessoas mais importantes, os pilares centrais, na manutenção da farsa sobre o falso profeta e abusador sexual Aldo Bertoni. Na Parte 01, você pôde conhecer melhor Efigênia Joventino, secretária do falecido Aldo e, hoje, a Segunda Secretaria da Igreja Apostólica. Na Parte 02 você pôde conhecer melhor o sobrinho do Aldo Bertoni, contador e administrador da igreja que quase todos os apostólicos nunca conheceram, lá colocado pelo próprio Aldo, pois dizia ser a única pessoa em quem tinha confiança para administrar os recursos da igreja. Relembre estas matérias, clicando nos links abaixo:

* *

Os Sustentáculos da Farsa Apostólica – Parte 1

Os Sustentáculos da Farsa Apostólica – Parte 2

* * *

Pois bem, agora você poderá conhecer outra peça fundamental na manutenção dessa farsa. Trata-se de José Roberto Rozani, mais conhecido na Sede como “Robertinho”.

* *

Leitura do Balanço 2011 - Igreja ApostólicaRobertinho nunca abandona o chefão Hélio Viana!

Foto tirada durante a leitura do balanço financeiro fraudulento de 2011

* * *

Robertinho é assistente administrativo na Igreja Apostólica desde 1986, onde ingressou quando tinha por volta de 27 anos de idade. A família do rapaz era de Votuporanga (SP), e Aldo Bertoni prometeu emprego de motorista ao pai do Robertinho, conhecido como “seu Julinho”. Acontece que quando a família chegou a São Paulo, o cargo de motorista já estava ocupado pelo João Marcos Antônio de Campos, hoje genro do atual Conselheiro Administrativo, João Stancey, o nosso outro escritor de Boletins.

Quando o pai de Robertinho chegou a São Paulo e viu que não teria o emprego, arrumou a maior briga com João Marcos, o ocupante de sua prometida vaga. Para remediar a situação, Aldo Bertoni ofereceu uma vaga de assistente administrativo no escritório da Sede ao seu filho, o Robertinho, o que foi aceito pela família.

* *

RobertoemBuenos Aires2Robertinho passeando por Buenos Aires

* * *

No início, Robertinho fazia de tudo no escritório, mas com o tempo foi se tornando um tipo de “secretário” do Hélio Viana da Rocha, que por ordem do seu tio Aldo Bertoni, havia assumido a contabilidade da igreja no lugar do hoje Conselheiro Contábil, Carlos Alberto Trevisan. Formado em Letras, naquela época era um dos funcionários mais “letrados” do escritório, e caiu nas graças de Hélio quando mostrou que não se importava com as sacanagens praticadas por Aldo Bertoni, e se dispôs a ajudá-los em troca de benefícios financeiros.

E Robertinho foi muito bem recompensado pelo seu trabalho. Mora em confortável apartamento no bairro do Tatuapé, que lhe foi dado por Aldo Bertoni, com recursos da igreja, claro. Há cerca de 12 anos atrás, ganhou uma belíssima EcoSport zero quilômetro do “santo profeta”. Mesmo sendo um mero assistente administrativo de uma igreja pobre e falida, já viajou o mundo inteiro, como você pode ver nas fotos ao longo deste post, e possui hobbies refinadíssimos, como colecionar obras de arte e quadros comprados até em leilões internacionais, além de também colecionar relógios da marca Rolex. Os apostólicos que já foram ao apartamento dele, sabem do que estamos falando.

* *

RobertoemFortalezaRobertinho na cabine do avião, indo para Fortaleza

* * *

Segundo denúncia oferecida ao Ministério Público, que tivemos acesso, Robertinho era o responsável por “enquadrar” toda a contabilidade do Hélio Viana às despesas do “santo profeta”. Por exemplo:

– Quando Aldo Bertoni pagava as “mesadas” mensais e regulares às suas amantes Edith Gonçalves e Maria Angela Bavaresco, com cheques da igreja, Robertinho era o responsável por classificar essa despesa como “donativos a necessitados”. Todas as outras despesas particulares de Aldo e sua família, também eram classificadas por Robertinho dentre as contas apresentadas no balanço fraudulento, que sempre ouvimos nas Assembleias de prestação de contas da igreja, por tantos anos.

Ele era o responsável por todas as classificações contábeis do balanço. Hélio apenas assinava.

Por sua formação em Letras, Robertinho também era o revisor do “santo” Boletim, escrito por João Stancey. Nos últimos anos, quando Stancey viajava para pregar ou resolver algum assunto da igreja, era ele sozinho quem escrevia o Boletim.

* *

robertoemPompeia-ItaliaRobertinho em Pompéia, na Itália

* * *

Robertinho também é muito conhecido na agência do Bradesco onde a Igreja Apostólica mantém conta. Por ordem de Hélio Viana, quase todos os dias Robertinho ia ao Bradesco, com os seguranças da igreja, sacar altos valores, de 10 a 20 mil por dia, e entregava a Hélio e Efigênia, que depois repassava para o próprio Aldo. Vários funcionários do escritório da igreja são testemunhas disso.

Robertinho é homossexual assumido. Já namorou diversos homens, entre eles alguns apostólicos. Seu mais conhecido caso é o atual maestro da OFIA (Orquestra Filarmônica da Igreja Apostólica), Aldo Duarte, o filho do pastor “Zé do Café”, de Aquidauana (MS). Por seu relacionamento com Robertinho, Aldo Duarte também foi contratado por Aldo Bertoni para trabalhar no escritório da igreja.

Em 2005, Robertinho e Aldo Duarte viajaram juntos para Paris, com tudo pago pela Igreja Apostólica. Ou seja, eu e você, fiéis apostólicos, é que pagamos a viagem do “casal”. Temos testemunhas que VIRAM a farsante Efigênia Joventino, hoje empossada na direção da igreja, entregar um maço de notas de Euros para Robertinho poder viajar com seu namorado.

* *

AldoDuarte03Aldo Duarte, o ex-namorado de Robertinho, e atual regente da OFIA

* * *

O mais engraçado é que tentaram esconder isso, como se as pessoas fossem cegas e burras. Na extinta rede social Orkut, quando você entrava no perfil de Robertinho, via fotos dele sozinho em determinados pontos turísticos de Paris. Quando entrava no perfil de Aldo Duarte, também o via sozinho em várias fotos, tiradas EXATAMENTE nos mesmos lugares onde Robertinho havia sido fotografado.

Algum tempo depois dessa viagem, os dois brigaram, se separaram, e Aldo Duarte foi morar com uma coralista da Sede conhecida como Tica.

Também temos duas testemunhas que presenciaram Robertinho, em dois anos diferentes, participando da “Parada Gay”, que é realizada todos os anos em São Paulo. Uma delas, uma ex-coralista da Sede, nos conta que estava trabalhando em uma loja na Avenida Paulista, em um domingo em que aconteceu o evento, e o viu passar com “três colegas” no meio da multidão de homossexuais e simpatizantes. Nossa outra testemunha, um ex-diácono da Sede, estava voltando da igreja num domingo à noite em que acontecia a Parada Gay, quando cruzou com Robertinho na Estação República do metrô de São Paulo, ponto final da parada, acompanhado de vários colegas vestidos “a caráter” para a marcha.

Não temos nada contra a Parada Gay, acreditamos que todos tem o direito de se manifestarem da forma que bem entenderem, faz parte do livre arbítrio que nos foi dado por Deus e da Constituição Federal, mas lembramos que com grande frequência, símbolos cristãos são zombados nesta Parada.

* *

robertonovaticanoRobertinho, no Vaticano. Enquanto a maioria dos contribuintes apostólicos nunca saiu do Brasil, o assistente administrativo da igreja já percorreu o mundo!

* * *

Robertinho participava da Parada Gay no domingo, e na quarta-feira escrevia o “santo Boletim” para nós, que acreditávamos ser “palavra de Deus”. Essa seita diabólica é ou não é o fim do mundo?

Queremos ressaltar que de forma alguma estamos discriminando os rapazes por sua orientação sexual. Pensamos que cada um tem sua vida e que faça dela o que bem entender. Nossa crítica é em relação à corrupção praticada por Robertinho, pois ele sempre soube qual era a origem do dinheiro que recebia, e nunca se opôs ou discordou das safadezas praticadas por Aldo Bertoni e seu sobrinho Hélio Viana da Rocha. Se fosse pessoa honesta, no mínimo recusaria se esbaldar em tanto luxo, proveniente das ofertas de tantas pessoas pobres e humildes, sobretudo do interior.

Portanto, nossa crítica é feita em função de sua falta de caráter, e não em função de sua opção sexual.

* *

RobertoemBuenosAiresRobertinho, ainda em Buenos Aires

* * *

Caros amigos e irmãos apostólicos, é nesse tipo de gente que você anda depositando sua fé cega. Todos eles também defendem Aldo Bertoni, mesmo sabendo de toda a sujeira do falso profeta. Foram colocados em seus cargos justamente por Aldo. É são os responsáveis por alimentar em você um fanatismo horrendo em torno de um ser corrupto como Aldo Bertoni.

Será que mesmo com tudo isso tão exposto, você não consegue perceber a farsa da qual fomos vítimas? Tudo bem que a maioria sempre esteve suficientemente longe da Sede para poder saber de tudo isso, mas há anos temos exposto todos esses fatos! Que “macumba” tão forte é essa, lançada sobre vocês, caros irmãos apostólicos que ainda acreditam na farsa do Aldo Bertoni?

Nossa oração é para que Jesus os ajude a serem libertos dessa “macumba” tão bem feita por Aldo Bertoni.

Na quarta e última parte dessa série de postagens, você conhecerá a quarta coluna que sustenta toda a mentira a respeito do falso profeta e bandido Aldo Bertoni. Não perca!

Fiquemos todos com Deus.

Os Eleitos: O Conselheiro Contábil

13 set

Carlos Alberto Trevisan

Carlos Alberto Trevisan

Conselheiro Contábil da Igreja Apostólica

* * *

Quando Aldo Bertoni ingressou de fato na diretoria da Igreja Apostólica, em 1978, o chamado “pastor Trevisan” era o contador da igreja, homem da confiança do Bispo Eurico. Sua formação é de técnico contábil, mas a verdade é que não entende nada de contabilidade. Depois que Aldo assumiu, começou a procurar formas de substituir pessoas que eram da confiança do presidente da igreja, e Eurico era obrigado a aceitar essas trocas, afinal, era “ordem da vó Rosa”.

Na primeira vez que em que Trevisan cometeu um erro relevante, Aldo aproveitou para substituí-lo, e em seu lugar colocou Fêgo Camargo, irmão da falecida apresentadora Hebe Camargo, e que era seu “amigo de bebida”. Fêgo ficou pouco tempo na contabilidade da igreja, e então Aldo Bertoni trouxe Hélio Viana da Rocha, recém casado com sua sobrinha Sueli Bertoni Viana, homem que ainda hoje é o mais poderoso na Igreja Apostólica. Vale destacar que, na época, Hélio possuía apenas o curso técnico em contabilidade, mesma formação de Trevisan.

Desde que foi afastado da contabilidade da igreja, Trevisan exercia apenas a função de pastor. Foi afastado também dessa função quando se envolveu em um episódio polêmico: impediu uma noiva de se casar na sede da igreja alegando que ela estava “maquiada demais”. A igreja foi processada e teve que pagar 60 mil reais aos noivos. Detalhe: a noiva é irmã de um funcionário do escritório da igreja, chamado Natanael Soares.

*

Trevisan impede noiva de se casar - Igreja Apostólica

RELEMBRE O CASO DA NOIVA CLICANDO AQUI

* * *

Na época, vários veículos da imprensa tentaram ouvir representantes da igreja, mas como Aldo Bertoni sempre morria de medo de repórteres, escalou o atual presidente da igreja, José Solyom, para ficar na porta da igreja recebendo os repórteres. Em outras palavras: Aldo Bertoni exigia disciplina dos apostólicos, mas não era homem para defender essa disciplina perante a sociedade. Deixava essa função para os tapados fanáticos.

Aldo Bertoni sempre descartou qualquer um que ameaçasse o sossego do seu “reinado”, e dessa vez não foi diferente: afastou Trevisan de todas as suas funções, que acatou as ordens sem reclamar. Desde então, era um simples membro que aos domingos se sentava nos últimos bancos da sede da igreja.

Portanto, caros irmãos e amigos, Trevisan também não representa qualquer perigo à quadrilha do Aldo Bertoni, por ser apenas “massa de manobra” dos corruptos.

O NOVO ESTATUTO

5 set

Igreja Apostólica

Em nome ao respeito que temos por nossos irmãos apostólicos, à transparência e clareza que sempre acreditamos ser uma condição inegociável para a gestão de entidades que vivem do dinheiro de pessoas simples e humildes, como é o caso da Igreja Apostólica, divulgamos o NOVO ESTATUTO DA IGREJA APOSTÓLICA para que todos os fiéis e membros tenham conhecimento, pois acreditamos que, como sempre, tal documento não será divulgado pela direção da Igreja Apostólica para que fique cópia em cada congregação.

* * *

NOVO ESTATUTO DA IGREJA APOSTÓLICA (clique aqui para acessá-lo)

Atenção: O arquivo possui 7 Mb, e poderá demorar para carregar, a depender do tipo de conexão utilizada

* * *

Como dissemos anteriormente, este Estatuto tem vários pontos semelhante ao “Estatuto Democrático” que sugerimos para a igreja há cerca de 5 anos atrás. Fomos tão combatidos por isso, fomos acusados de várias leviandades, e agora os próprios apostólicos que tanto nos criticaram, aprovaram um documento semelhante. Vejam, caros irmãos e amigos, como o mundo dá voltas, e como Deus faz valer aquele velho ditado popular: “quem cospe para cima, recebe cuspe na cara”.

Em futuras postagens, discutiremos vários aspectos deste Estatuto, inclusive quanto às sanções disciplinares, que agora voltam para aterrorizar e amedrontar os fiéis apostólicos.

Fiquemos todos com Deus, e boa leitura!

Os Eleitos

30 ago

Caros irmãos e amigos, conheçam os sucessores do falso profeta Aldo Bertoni na direção da Igreja Apostólica, conforme resultado da Assembleia realizada ontem à noite, 29/08/2014:

* * *

 

José SolyomJOSÉ SOLYOM FILHO

Presidente da Igreja Apostólica

.

***

Wagner OrmanjiWAGNER ORMANJI

Vice-Presidente da Igreja Apostólica

.

* * *

Nilson CairolliNILSON BITTENCOURT CAIROLLI

1º Secretário da Igreja Apostólica

.

* * *

Efigênia JoventinoEFIGÊNIA JOVENTINO

2ª Secretária da Igreja Apostólica

.

* * *

João StanceyJOÃO STANCEY

Conselheiro Administrativo

.

* * *

Carlos Alberto TrevisanCARLOS ALBERTO TREVISAN

Conselheiro Contábil

.

* * *

Orlando ArantesORLANDO ARANTES MARQUES

Conselheiro Financeiro

.

* * *

Luiz Carlos dos SantosLUIZ CARLOS DOS SANTOS

Conselheiro Patrimonial

.

* * *

José Francisco de PaulaJOSÉ FRANCISCO DE PAULA

Conselheiro Ministerial

.

* * *

.

Em breve analisaremos os perfis dos eleitos, para que todos os apostólicos tenham a chance de conhecer um pouco mais sobre essas pessoas que continuarão iludindo e enganando o povo humilde, em nome do bandido Aldo Bertoni.

.

Aguarde novas informações.

.

Fiquemos todos com Deus.

A Assembléia Ilegal

10 ago

Nilson Cairolli e José SolyomLembra-se da Assembleia do dia 17/05/2014? Não valeu nada! Era ilegal.

* * *

EDITAL DE CONVOCAÇÃO NOVA ASSEMBLEIA (clique para ler)

* * *

Caros irmãos, não sabemos se é para rir ou se devemos chorar (de tanto rir, claro). Aconteceu o óbvio: a Assembleia da Igreja Apostólica que escolheu a nova “Comissão Gestora Provisória” foi ilegal, simplesmente não valeu nada. O motivo? Por absoluta falta de previsão estatutária. O atual estatuto da Igreja Apostólica foi redigido pela Missionária Odete Correa Coutinho, e como ela acreditava piamente nas falsas profecias do Aldo Bertoni, registrou um estatuto que não previa continuidade da Igreja Apostólica quando os dois diretores restantes (ela própria e o recém falecido Aldo Bertoni) morressem.

.

Quando os cúmplices do Aldo Bertoni inventaram a tal Comissão Gestora Provisória, criaram uma figura absolutamente estranha ao Estatuto. Ao tentarem registrar a Ata da Assembleia, foram barrados pelo cartório. Diante da negativa, entraram com processo na justiça, e novamente tiveram negada a legalidade da “Comissão Gestora”. Como alternativa, pediram a nomeação de um administrador provisório, o “pastor” Solyom.

.

VEJA O DESPACHO DA JUÍZA (clique aqui para ler)

.

Para resolver a situação, a justiça nomeou Solyom administrador provisório, e determinou que em 60 dias deve ser realizada nova assembleia para nomeação da diretoria prevista no atual Estatuto, ou seja, APENAS TRÊS DIRETORES. E é aí que a coisa complica.

.

Nova Diretoria Igreja ApostólicaQuatro deles terão que se contentar em serem simples membros ou meros funcionários da Igreja Apostólica. A guerra está armada! Alguém acredita que o ego dessas pessoas possibilitará algum tipo de consenso? Não percam os próximos capítulos!

* * *

A nova assembleia esta marcada para a sexta-feira da semana em que comemoram o aniversário do bandido recém-falecido, dia 29/08/2014. Não percam por nada mais esse capítulo da comédia que se tornou o não cumprimento das profecias do falso profeta Aldo Bertoni.

.

Fiquemos todos com Deus.

A Nova Diretoria

22 maio

Nilson Cairolli e José SolyomAcabou o falso “governo teocrático”?

Um dos principais argumentos dos enganados defensores do falecido falso profeta Aldo Bertoni para defenderem a suposta “vontade de Deus” em todas as decisões tomadas na Igreja Apostólica, era de que tudo era decidido pelo bandido Aldo, e ele conversava diretamente com Deus, além de também bater papo com sua falecida tia e todos os profetas bíblicos do passado.

Claro, sabemos que tudo isso era mentira para impressionar e enganar as pobres mentes apostólicas, pois os únicos com quem Aldo Bertoni realmente conversava eram seus seguranças, seus motoristas e sua farsante secretária, a Efigênia Joventino. Mas agora, nem isso os apostólicos podem usar em sua defesa, pois Aldo está sete palmos abaixo da terra, como qualquer ser humano normal. Como consequência disso, no último dia 17, sábado passado, foi eleita a “comissão provisória da gestão administrativa da Igreja Apostólica”, composta pelas pessoas abaixo:

Nova Diretoria Igreja Apostólica

Na presidência da Comissão, ficou José Solyom Filho, aquele que conta testemunhos no programa “A Hora Milagrosa”. Na vice-presidência, como tínhamos previsto, ficou o pregador Wagner Ormanji, que não é pastor ungido. Na verdade, caros irmãos e amigos, Wagner Ormanji foi o mais votado, mas devido a pressão de diversos apostólicos que estavam exigindo que a presidência ficasse com um pastor “ungido”, político como é, Wagner cedeu a presidência para o segundo colocado, o pastor Solyom, alguém que pela idade avançada, não tem longevidade no cargo.

Os demais eleitos que integrarão a Comissão são: Carlos Alberto Trevisan, aquele que perdeu o cargo depois de mandar uma noiva maquiada para casa, por ordem da Efigênia Joventino; a própria farsante Efigênia Joventino, que em documentos da polícia, informa ser apenas telefonista da igreja, mas todos sabem que era a secretária do diabólico Aldo Bertoni, sabendo de todos os seus segredos sujos; o escritor de boletins João Stancey, outro que sabia de toda a sujeira do Aldo Bertoni, mas permanece calado para manter as regalias financeiras que servem a ele e a seus familiares; o tesoureiro Orlando Arantes, que não passa de outro que sempre manteve o silêncio para também poder se beneficiar financeiramente; e Nilson Cairolli, um fanático que se aproveita de sua fama para vender produtos cosméticos aos apostólicos do interior.

Caros irmãos e amigos, diante de tal quadro, querem saber qual a nossa conclusão? 

A MÁFIA CONTINUA. 

Dentre todos, o único que não possui absolutamente nenhuma dependência financeira das ofertas dos apostólicos, é o Wagner Ormanji. Todos os demais se beneficiam de alguma forma dos fartos recursos que os apostólicos mandam para a Sede semanalmente, alguns mais, outros menos. A maior parte deles sabe de toda a verdade sobre Aldo Bertoni, e mesmo assim ainda insistem em sustentar essa falsa santidade ridícula, e fazem isso em troca de quê, senão a manutenção de suas regalias e o poder que a estrutura da Igreja Apostólica lhes propicia?

Sabemos que alguns apostólicos virão dizer: “mas vocês só falam em dinheiro!”. Sabem por que o fazemos? Porque DINHEIRO é o maldito motivo que levam essas pessoas de má índole a continuar enganando a quase totalidade de apostólicos inocentes, principalmente os irmãos do interior. Se fossem pessoas honestas, dispostas a reparar o erro em que se envolveram e ainda envolvem milhares de inocentes, aproveitariam a oportunidade da morte do bandido Aldo Bertoni, que era uma ameaça real para muitos ali, para contar a verdade ao povo, acabar com todo esse mito criado ao longo de 44 anos, e recomeçarem como uma igreja de verdade, para Honra e Glória de Deus Altíssimo, e de Jesus Cristo, seu Filho Amado, como diz aquela placa existente acima dos 270 púlpitos da igreja espalhados pelo país.

A função da Comissão será escrever o novo estatuto da Igreja Apostólica, além de administrá-la financeiramente. Como podemos crer que sairá algo bom dali, quando a maioria das pessoas eleitas não são boas? Como esperar algo honesto se a maior parte dos integrantes são corruptos que escondem a verdade do povo em troca de bom salário, casa grátis, carro grátis, viagens grátis, refeições grátis? Com exceção de Nilson Cairolli e Wagner Ormanji, nenhum dos demais possuem profissão, ganharam a vida enganando aos apostólicos, voluntariamente ou não, e se não mantiverem a “boquinha”, estarão na sarjeta! Como podemos esperar algo de bom dali?

Nas próximas postagens, faremos algumas análises detalhadas sobre alguns outros pormenores de toda esta situação, além de apresentarmos um perfil de cada um dos eleitos.

Fiquemos todos com Deus, sempre em oração pela libertação de nossos cegos irmãos apostólicos.