Tag Archives: Eurico Mattos Coutinho

Comparações

24 fev

Aldo Bertoni

Aldo Bertoni: um completo inútil para a sociedade. Se discorda, então nos conte: o que esse homem fez de bom para a humanidade?

* * *

Faleceu no último sábado, dia 21 de Fevereiro de 2015, o Sr. David Miranda, fundador da Igreja Pentecostal Deus é Amor.

E o que temos com isso?

Nada. Mas servirá para mostrarmos outra mentira contada ao povo apostólico sobre Aldo Bertoni.

* *

David Miranda

David Miranda, fundador da Igreja “Deus é Amor”

* * *

Se você acompanha nosso Blog desde 2011, deve se recordar que por diversas vezes contamos a verdadeira história da Igreja Apostólica. Na extensa pesquisa que realizamos, descobrimos que o Bispo Eurico Mattos Coutinho, fundador da Igreja Apostólica, foi colega de ministério de David Miranda.

Originalmente, Eurico era presbiteriano, da Terceira Igreja Presbiteriana Independente de São Paulo, localizada no bairro do Brás, em São Paulo. Por motivos que iremos expor em breve, Eurico saiu da igreja presbiteriana, que é tradicional, e ingressou em uma denominação pentecostal chamada “Igreja Pentecostal Maravilhas de Jesus”. O Bispo Eurico Coutinho e David Miranda congregaram juntos, na mesma igreja, por alguns anos.

Eurico saiu da “Maravilhas de Jesus” em 1954, quando foi para a “Tenda de Deus para a Salvação e Cura Divina”, o embrião da Igreja Apostólica. David ainda ficou na “Maravilhas” até 1962, quando saiu para fundar a Igreja Pentecostal Deus é Amor.

Não concordamos com muitas práticas adotadas na “Deus é Amor”, mas não podemos negar que lá é pregada a pura e genuína Palavra de Deus, a Bíblia. O que nos incomoda naquela denominação é o extenso “Regulamento Interno”, que na prática equivale à “Disciplina” na Igreja Apostólica. São muitas exigências impostas aos membros, e se parece muito com a Igreja Apostólica. Entre outras práticas, exigem que as mulheres usem saias compridas, proíbem qualquer tipo de maquiagem, e também o uso da televisão. Aliás, na “Deus é Amor” o negócio é até mais radical que na Igreja Apostólica: as mulheres são proibidas até de se depilarem!

Mas vejam que mesmo com todas essas proibições, a igreja “Deus é Amor” cresceu muito desde 1962. Possui mais de 22 mil templos, e está presente em 136 países. Possui mais de 30 rádios próprias, e entre próprias e alugadas, seus programas de rádio estão presentes em centenas de estações ao redor do mundo.

Enquanto isso, a Igreja Apostólica, fundada 8 anos antes da “Deus é Amor”, possui menos de 300 templos, a maioria muito pequenos, não possui nenhuma estrutura no exterior, e não possui nenhuma rádio própria.

Deu para ver a diferença?

Os motivos de tanta diferença são muitos. Na Igreja Deus é Amor, ainda que seu líder tenha construído uma disciplina exagerada, baseada em versículos bíblicos isolados, ainda assim é a Bíblia Sagrada que foi utilizada. Na Igreja Apostólica, não aceitaram a Bíblia e tentaram reescrever a Palavra de Deus, primeiro com o livro “O Evangelho do Reino dos Céus”, e depois que Aldo Bertoni mandou queimá-lo, com os infames Boletins Internos.

Ao que parece, na igreja “Deus é Amor”, nunca tiveram um ladrão no comando, por isso a igreja deles cresceu tanto, apesar da pesadíssima disciplina imposta aos fiéis, ainda pior que a da Igreja Apostólica. Já a Apostólica, ao afastar-se da Palavra de Deus e partir para o caminho da idolatria a homens, abriu uma brecha para que o diabo tomasse conta de tudo. E assim, colocaram em seu comando um canalha que sequer era cristão, Aldo Bertoni, um zombador das coisas de Deus, um verdadeiro servo de satanás.

Para os cegos e fanáticos apostólicos que ainda continuam acreditando nas tolices inventadas por Aldo e seus cúmplices, tudo isso passou desapercebido. Mas para a sociedade não.

Se você esteve presente no velório de Aldo Bertoni, ocorrido na sede da igreja entre os dias 5 e 8 de maio de 2014, e se você estava presente especificamente na tarde e na noite de 7 de maio, a véspera do enterro do falso profeta, deve se lembrar que foi anunciado do púlpito que o corpo do Aldo sairia em cortejo, no dia seguinte, em carro do Corpo de Bombeiros. Lembra-se disso?

Quem tentou arrumar tal honraria para o Aldo Bertoni foi o filho do Nilson Cairolli, atual Primeiro Secretário da Igreja Apostólica, o Luizinho Cairolli, que é Tenente do Corpo de Bombeiros.

Mas nada disso aconteceu. A valorosa corporação do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo nunca concederia essa honraria a um cafajeste como Aldo Bertoni. Foi só puxar sua “capivara”, e logo viram aquilo tudo que os fanáticos apostólicos se recusam a olhar: processos por sonegação de impostos, execução de títulos, abuso sexual mediante fraude, entre dezenas de outros processos. Por qual motivo Aldo Bertoni deveria merecer algum tipo de reconhecimento ou homenagem? O que ele fez de bom para a sociedade?

* *

Enterro-AldoBertoni-02Anunciaram que Aldo Bertoni seria levado para o cemitério em caminhão do Corpo de Bombeiros, mas foi levado assim: em um carro comum da funerária.

* * *

Enterro-AldoBertoni-01

Tal homenagem só é concedida pelos Bombeiros a pessoas que de alguma forma contribuíram para o bem da sociedade. Nunca foi o caso de Aldo Bertoni. Só o fanático e cego povo apostólico não consegue enxergar como foram enganados por esse ladrão, e continuam o idolatrando como se fosse um servo de Deus!

 * * *

Em contrapartida, com o líder David Miranda, a coisa foi um pouco diferente. Assista ao vídeo abaixo, que mostra o cortejo realizado quando o corpo saiu da sede da igreja “Deus é Amor”:

* *

 * * *

Além de ter a ficha limpa, David Miranda também era fundador e presidia uma instituição chamada Fundação Reviver. Entre outras atividades, a Reviver mantém creches, escolas, asilos, além de distribuir alimentos regularmente para mendigos e pessoas carentes que vivem nas redondezas de suas maiores igrejas. Tudo gratuito, e todos os benefícios podem ser acessados não só por membros da igreja, e sim por qualquer um que necessite!

E Aldo Bertoni, o que fazia pelas pessoas necessitadas desse mundo?

NADA! Pelo contrário, tirava das pessoas necessitadas, para distribuir aos seus familiares, cúmplices e amigos pessoais. Tirava o dinheiro de gente pobre, para dar luxo às suas amantes e aos seus familiares.

E mesmo com tudo isso, nossos pobres e cegos irmãos apostólicos idolatram um ser desprezível como esse, demonstrando a verdadeira prisão espiritual em que vivem.

Continuemos em oração pela libertação de nossos irmãos e amigos apostólicos.

Fiquemos todos com Deus.

Boletim de 31/07/2014

31 jul

Boletim Igreja Apostólica - 25/08/2014
Aldo Bertoni deu início à construção da Sede? Quem disse tamanha mentira?

* * *

BOLETIM DE 31/07/2014

* * *

 Um dos maiores trunfos dos cúmplices do Aldo Bertoni na propagação das mentiras à respeito do falecido e de sua “santa” tia, é a absoluta falta de conhecimento da maior parte do povo apostólico sobre a história de sua própria igreja. Vejam: não há um livro, uma página na internet, um álbum de fotos, um DVD, nada GRAVADO a respeito da história da Igreja Apostólica. E sabe por que fazem isso? Porque assim fica fácil torcer a história a favor de quem eles quiserem.

.

Vejam que é exatamente isso que estão fazendo no Boletim desta semana. Chegaram ao absurdo de escrever, expressamente, que foi Aldo Bertoni quem construiu o Templo da Sede, além de dizerem que o falecido falso profeta estuprador de mulheres também foi o responsável pela expansão da Igreja Apostólica naquele período. Mas se esquecem de dizer ao povo que, na verdade, Aldo Bertoni só começou a fazer parte da diretoria da Igreja Apostólica em 1978, quando o Bispo Eurico Mattos Coutinho o aceitou na direção da igreja.

.

Eurico Mattos CoutinhoEurico Mattos Coutinho, o Bispo: fundador da Igreja Apostólica e Diretor-Presidente desde sua fundação, em 1954, até seu falecimento, em 1984. Ele deu ordem e foi o responsável pela construção do Templo da Sede da Igreja Apostólica. Ele foi responsável pela expansão da igreja por todo o país, com a abertura de filiais em muitas regiões. Quando ele morreu, haviam mais 400 congregações em funcionamento, e hoje, existem menos de 300 filiais. Ao longo dos últimos anos, Aldo Bertoni mandou fechar todas que não davam lucro.

* * *

Agora que a maioria dos apostólicos que estavam vivos durante aquele período da igreja já faleceram ou saíram da igreja, fica fácil mudar a história, já que não há nada registrado. Esta é uma poderosa arma dos enganadores que escrevem os Boletins: a falta de memória e de conhecimento do povo apostólico. Infelizmente, a maioria dos que estavam vivos naquela época e ainda estão na Igreja Apostólica, são tão COVARDES que tem medo de apontar as mentiras da atual direção. São cúmplices da MENTIRA, e certamente um dia pagarão caro por isso. Estão se condenando a ter o mesmo fim do Aldo Bertoni.

.

Igreja Apostólica - CuiabáReunião da Igreja Apostólica em Cuiabá: este é o perfil da maior parte dos apostólicos de hoje: jovens, que nasceram na igreja, não sabem nada sobre Jesus Cristo, e não sabem quase nada sobre a história da Igreja Apostólica. Um prato cheio para os enganadores que tem vida de rei às custas desses jovens.

* * *

E assim caminham nossos pobres irmãos apostólicos, escravos do fanatismo religioso que aprisiona suas mentes e cega seus olhos. Alguém poderá dizer: “melhor esses jovens estarem aí do que se drogando ou se prostituindo”. Ocorre, meus caros irmãos e amigos, que quando eles descobrem a verdade sobre Aldo Bertoni, na maioria das vezes a decepção religiosa é tão profunda, que eles acabam caindo nesses caminhos. A verdade é só Jesus, somente quem nele crê, nunca cairá em tais armadilhas.

.

Também é bastante hilário o trecho do Boletim acima apontado com a seta azul. João Stancey e o “Robertinho” escreveram que “a maioria do povo apostólico tem sido fiel aos ensinos doutrinários e à disciplina como regra de boa conduta ensinada por esta igreja”. Será que os distintos escritores de Boletins também se fazem de cego a ponto de não verem o “show” de desobediência que os apostólicos andam dando nas redes sociais? A maior parte dos fiéis, graças a Deus, não seguem as duras regras que Aldo Bertoni inventou para manter o povo “bitolado”. Meninas de brinco, calças, com cortes de cabelo proibidos às apostólicas, meninos de bermuda, na praia, jogando futebol ou torcendo para seu time preferido, é normal encontrar apostólicos assim. Será que só eles não estão vendo isso? Ou fazem “vista grossa” apenas para manter a arrecadação de ofertas nas reuniões?

.

Que Deus proteja nossos inocentes irmãos apostólicos desses lobos devoradores.

.

Fiquemos todos com Ele.

Boletim de 26/06/2014

26 jun

Disciplina Apostólica para MulheresEsta mulher está vestida indecentemente? Suas roupas são imorais? Segunda a “Doutrina Apostólica”, são! E por causa disso, essa mulher não merece a salvação de sua alma e nem do socorro de Deus nos momentos de precisão.

 * * *

No Boletim desta semana, os cúmplices do falecido falso profeta e bandido Aldo Bertoni voltam a encher a cabeça dos apostólicos com um dos mais importantes itens da falsa doutrina apostólica, a infame “DISCIPLINA”.

*

BOLETIM DE 26/06/2014 (CLIQUE AQUI PARA LER)

*

Criada pela tia de Aldo Bertoni, a “santa vó” Rosa Alves (que na época ainda se chamava Rosa Vicente, por ainda não ter se casado novamente, com um rapaz 40 anos mais jovem que ela), por volta do ano de 1957, a chamada “Doutrina Apostólica” é um conjunto de regras que, em sua maioria, proíbem aos apostólicos de fazerem uma séria de coisas. Entretanto, as mais contundentes, são as regras que regem integralmente a vida dos fiéis, sobretudo as mulheres, maiores vítimas dos desmandos e devaneios de Rosa Alves.

.

Hoje, libertos do fanatismo religioso, podemos perceber o quão escravizados éramos pelos ídolos diabólicos que se denominavam “santa direção”. Ao mesmo tempo em que criavam regras duras de serem seguidas, que praticamente excluíam os apostólicos da sociedade em que viviam, as pessoas mais próximas aos líderes da Igreja Apostólica, como por exemplo seus próprios familiares, eram liberados para usarem a roupa que quisessem, sem sofrerem as ameaças e condenações que os demais fiéis da igreja sofriam.

.

Você que nos lê mas nunca foi apostólica, consegue imaginar o que é ter uma líder religiosa, que se diz enviada diretamente pelo próprio Deus, dizendo que se você não usar apenas saias e vestidos mais compridos do que dois dedos abaixo do meio da barriga da perna, você iria arder eternamente no fogo do inferno? Foi por experiências como essas que muitos de nós passamos na Igreja Apostólica.

.

Os traumas são os mais diversos: sofrimento de discriminação na escola, quando crianças; perda de oportunidade em diversos empregos, por causa da exigência de calças como uniformes; discriminação social, culminando em sensação de isolamento do restante da sociedade; discriminação entre amigos; sensação de inferioridade em grupos sociais, etc. Se formos elencar aqui todas as consequências da “Doutrina e Disciplina Apostólica” em nossas vidas, podemos escrever um livro.

.

Mas tudo isso em troca de quê? Segundo Aldo Bertoni, sua tia Rosa, e os falecidos líderes e fundadores da Igreja Apostólica, esse “esforço” todo era para a nossa salvação. Talvez seja por isso que ninguém na Igreja Apostólica seja incentivado a estudar a Bíblia, talvez seja por isso que criaram os tais Boletins, para serem a “bíblia apostólica”, pois quem toma conhecimento da Palavra de Deus, percebe que roupas ou aparência não tem a menor importância para Deus. Para Deus, o que importa é o caráter, as ações de cada pessoa.

.

Por quase todo o Novo Testamento, Jesus demonstra repúdio às atitudes dos religiosos da época, que hoje podemos comparar com os líderes apostólicos. Se você ler Mateus 23, verá que as palavras de Jesus se enquadram perfeitamente à realidade do falecido Aldo Bertoni e a seus cúmplices que hoje estão no poder. Uma das críticas de Jesus, é justamente em relação à hipocrisia dos líderes religiosos:

.

“Os mestres da lei e os fariseus se assentam na cadeira de Moisés. Obedeçam-lhes e façam tudo o que eles lhes dizem. Mas não façam o que eles fazem, pois não praticam o que pregam. Eles atam fardos pesados e os colocam sobre os ombros dos homens, mas eles mesmos não estão dispostos a levantar um só dedo para movê-los. Tudo o que fazem é para serem vistos pelos homens. Eles fazem seus filactérios bem largos e as franjas de suas vestes bem longas; gostam do lugar de honra nos banquetes e dos assentos mais importantes nas sinagogas, de serem saudados nas praças e de serem chamados ‘rabis’. (Mateus 23:2-7)
.
.
Vejam a antiga direção: Rosa impunha regras extremamente rígidas aos apostólicos, mas não as seguia. Aos 64 anos, casou-se com um rapaz de 21 anos (Renato Alves), e foi passar a lua de mel no litoral da Bahia, apesar dos apostólicos serem proibidos de ir à praia. Costumava medir com fita métrica a saia das mulheres dentro da igreja, e colocava para fora aos gritos quem não estivesse dentro do regulamento, mas a sua própria filha, a Guiomar Vicente, na época podia usar calças, sem a menor oposição da mãe. Com Aldo Bertoni foi ainda pior, pois nenhum de seus familiares, nem mesmo sua esposa, com quem ele dormiu por décadas, nunca foi imposto nada. A filha e as netas do Aldo Bertoni sempre puderam usar a roupa que quisessem, e Aldo nunca reclamou ou as condenou por isso. Já as apostólicas, quando eram flagradas com a saia um pouco mais curta, podiam ser até expulsas da Igreja Apostólica!
.
.
Vejam a atual direção da Igreja Apostólica: os filhos, as noras e as netas do Nilson Cairolli, podem usar a roupa que quiserem, e nem por isso são consideras “rebeldes”. Uma das filhas, as noras e as netas do João Stancey, usam maquiagem, brincos, calça, saias curtas, e nem por isso sofrem ameaças e nem represália do pai, sogro e avô. Assim se dá com os familiares de todos os outros integrantes da nova “santa direção”, a grande exceção talvez sejam os familiares do Wagner Ormanji, cujos familiares sempre foram bastante fanáticos e sempre seguiram as regras com retidão. Talvez sempre tenham feito isso porque nunca tiveram contato com a realidade sobre Aldo Bertoni, como os demais integrantes da nova direção tiveram.
.
.
Na verdade, caros amigos e irmãos apostólicos, a tal disciplina apostólica para mulheres, não passa do gosto pessoal de sua criadora, a “santa vó” Rosa Alves, que viu nesse método uma forma muito eficiente de manter seus “fiéis” sob absoluto controle psicológico. Quem pesquisar, verá que as medidas e modelos de roupas impostos por Rosa era, na verdade, apenas as roupas da moda quando ela era jovem, por volta dos anos 20.
.
.
Como essa questão funciona na maioria das igrejas que possuem Jesus Cristo como único e suficiente Senhor e Salvador? A decisão sobre qual roupa usar, cabe ao fiel. Mas o fiel que teme a Deus, que conhece a vontade de Deus expressa através da Bíblia, sabe que é errado escandalizar ao próximo, tentar ao próximo, e nunca usaria roupas que contrariassem a vontade de Deus.
.
.
Continuemos todos em oração, para que nossos irmãos apostólicos também sejam libertos das amarras da falsa doutrina criada pelo criminoso Aldo Bertoni e sua tia Rosa. Oremos para que eles tenham seus olhos abertos, e consigam entender que para Deus, sua roupa ou sua aparência pouco importam, o que importa é o que está dentro de você, seu caráter, suas atitudes com Deus e com o próximo. Em momento oportuno, voltaremos a tratar sobre a famigerada “Doutrina e Disciplina Apostólica”.
.
.
Fiquemos todos com Deus.

Boletim de 26/12/2013

29 dez

No último Boletim do ano de 2013, mais uma vez os cúmplices do criminoso Aldo Bertoni, João Stancey e José Roberto Rozani, responsáveis por escreverem o enganoso Boletim que os apostólicos foram ensinados a crer ser “palavra de Deus fresquinha”, logo no título que abre o documento todos podem ver o que realmente interesse à cúpula da Igreja Apostólica: OFERTA ESPECIAL DE FIM DE ANO.

BOLETIM DE 26/12/2013 (clique aqui para ler)

Pedem oferta especial para o fim de ano, mas o pobre povo apostólico não tem consciência que final de ano é a época em que a família Bertoni mais arrecada recursos para fins particulares, explorando os apostólicos. Quer relembrar como? Leia o post abaixo:

O GRANDE NEGÓCIO DAS FESTAS NA SEDE

Odete Correa Coutinho, a Missionária Odete, sempre combateu ferozmente o comércio de qualquer produto dentro da igreja. Agora, com sua morte há alguns anos, até lanchonete da família Bertoni foi instalada dentro do prédio da Sede Apostólica.

Lanchonete dentro da Sede da Igreja Apostólica

Lanchonete localizada nas dependências do Templo Sede da Igreja Apostólica, com acesso por dentro do Templo, pela antiga gráfica da igreja. Todo o lucro da operação pertence à família Bertoni, proprietária da empresa ALDO BERTONI RESTAURANTE LTDA EPP (CNPJ: 54.173.786/0001-78). Pesquise e saiba mais!

Lanchonete dentro da Sede da Igreja Apostólica

É como sempre temos dito: para Aldo Bertoni, o que importa é o dinheiro dos apostólicos. Qualidade? Isso valia no tempo do Bispo Eurico, quando era exigido que os apostólicos respeitassem as regras da igreja, mesmo que para isso fosse necessário afastar preciosos contribuintes. Agora o que manda é a quantidade! De dinheiro que entra, claro.

Aldo Bertoni também se aproveita bastante da fraca memória dos apostólicos. Estão arrecadando dinheiro para compra de mais um imóvel nos arredores da Sede, mas esqueceram de lembrar ao povo apostólico, especialmente aos do interior, que esse mesmo imóvel já foi alvo de pelo menos duas outras campanhas anteriores, onde foram arrecadados milhares de reais, mas o dinheiro simplesmente sumiu, não foi prestado contas de nenhum centavo, e o imóvel não foi adquirido.

Neste Boletim também comemoram o comparecimento de “espantosas” 2.137 pessoas na comunhão realizada recentemente em Cuiabá. Só esqueceram de dizer que além de Cuiabá ser uma cidade onde residem aproximadamente 570 mil pessoas (estimativa do IBGE 2013), ou seja, conseguiram juntar apenas 0,37% das pessoas daquela cidade na reunião de santa comunhão, um verdadeiro fracasso! O detalhe é que nessa “festa”, a maioria dos presentes NÃO ERAM de Cuiabá, eram apostólicos de outras cidades e até de outros Estados, que acabam inflando a quantidade de presentes na cerimônia. É um belo argumento para convencer os apostólicos menos dotados de inteligência, de que a Igreja Apostólica “está crescendo”.

Por fim, no trecho de maior hipocrisia deste Boletim, no texto intitulado “O VALOR QUE TODOS OS APOSTÓLICOS PRECISAM DAR AO TRABALHO QUE A NOSSA IGREJA REALIZA PARA O REINO DOS CÉUS”, é que encontramos a afirmação mais contraditória. Vejam só:

“No entanto, o que Eu, Irmão Aldo, a Santa Vó Rosa e o Poder Celestial, desejamos é que ninguém se perca, mas sim, que todos os que venham a tomar conhecimento dessa obra de Deus na terra sejam remidos, salvos e que alcancem a vida eterna.”

Quem escreveu isso nem parece ser o mesmo Aldo Bertoni que alguns anos antes mandou escrever, nesse mesmo Boletim, que TODOS OS APOSTÓLICOS DEVERIAM DESPREZAR E IGNORAR TODAS AS PESSOAS QUE NÃO DISSESSEM COISAS BOAS SOBRE ELE, ALDO BERTONI, MESMO QUE FOSSEM AMIGOS ÍNTIMOS OU ATÉ MESMO FAMILIARES. Isso é amar? Desejar que ninguém se perca? Será que você, que nos lê, se recorda desse Boletim, ou faz parte da turma de apostólicos sem memória (a maioria)?

Feliz 2014!

Caros irmãos e amigos que nos acompanham através deste Blog, desejamos a todos um Feliz Ano novo, que 2014 seja um ano infinitamente mais abençoado por Deus, a quem agradecemos imensamente por todos aqueles irmãos apostólicos libertados das garras do diabólico Aldo Bertoni em 2013. Deus tem ouvido nossas orações por este povo, que são nossos irmãos e amigos queridos, a quem sempre amamos e nos recordamos, e nossa luta tem sido mostrar a esses novos libertos quem é o verdadeiro Jesus Cristo, aquele que é nosso único e verdadeiro Redentor.

Que 2014 seja um ano de novas vitórias, que seja o ano em que finalmente o covarde Aldo Bertoni mostrará alguma dignidade e se apresentará para ser julgado pela justiça. A próxima e derradeira audiência está marcada para às 14 horas do dia 11 de Abril de 2014. Vamos ver até onde vai a covardia desse homem, que teme muito por todos os males que cometeu a muitos e muitos apostólicos que nele criam fielmente.

Fiquemos todos com Deus e até o retorno. Estaremos em recesso na primeira quinzena de janeiro, mas após este período estaremos retornado com toda força, assim Deus querendo. Para o início do ano, temos vários textos inéditos a serem publicados, para auxiliar nossos pobres irmãos apostólicos a perceberem como estão sendo enganados e feitos de bobos por Aldo Bertoni e seus corruptos cúmplices.

Deus abençoe a todos nós!

O Verdadeiro Neto da “Vó” Rosa

5 nov

Gilberto Schalch, neto da "Vó" Rosa

E não é que conseguimos encontrar o verdadeiro, autêntico e único NETO da “vó” Rosa? O idoso da foto acima, que está cortando a fita de inauguração de um supermercado na cidade de Olímpia-SP, é Gilberto Schalch, primo do Aldo Bertoni, filho da Guiomar Vicente, que era filha da “vó” Rosa Alves.

É bom que todo jovem apostólico, que não sabe quase nada sobre a história da Igreja Apostólica que tanto defende, saiba: esse homem foi, por muitos anos, o vice-presidente da igreja. Acima dele, apenas o presidente, o Bispo Eurico Mattos Coutinho. Gilberto era o responsável, entre muitas outras funções, pela marcenaria que existia para fabricação de bancos para a igreja e pelas construções no interior. Ou seja, boa parte das congregações que todos conhecem hoje, foram organizadas por ele. Por muitos anos, foi ele também o responsável por fazer a “primeira parte” de todas as reuniões na antiga sede, na Rua Tuiuti.

Pouco depois da morte de sua avó, em 1970, Gilberto foi excluído da igreja, mesmo sendo seu vice-presidente, e tudo leva a crer que por obra de seu primo Aldo Bertoni. O atual “santo profeta” não queria saber de familiares por perto, pois sua família o conhecia bem, e sabiam que de “santo”, Aldo não tinha é nada. Deu um jeito de excluir não apenas seu primo, mas também sua tia, a Guiomar, que como já dissemos era filha da “vó” Rosa, e também seu tio Osvaldo Vicente, irmão da Guiomar, que na época era contador da igreja.

Algum tempo depois, Gilberto Schalch voltou para igreja, recuperou seu cargo de pastor (mas não o de vice-presidente) e foi designado pastor da congregação de Itararé-SP, pois naquela época muitas congregações tinham pastores fixos. Gilberto ficou em Itararé por mais algum tempo, depois disso saiu por conta própria da igreja e não tivemos mais notícias dele e nem de sua mãe.

Agora o reencontramos na cidade de Olímpia, Estado de São Paulo, que fica na região de São José do Rio Preto. Hoje, Gilberto é funcionário aposentado da prefeitura e membro antigo do sindicato dos servidores municipais, motivo pelo qual foi destacado para representar aos consumidores na inauguração deste supermercado da foto.

Tentamos conversar com Gilberto por telefone, e assim que nos identificamos e dissemos o motivo de nossa ligação, ele cortou o assunto:

– “Por favor, deixem minha finada vó descansar em paz, não quero falar desse passado, que é muito distante e penoso para mim.”

Breve e rapidamente, questionamos se ele concordava com os títulos de “consolador” e “santa” atribuídos à sua avó, ao que ele cortou nossa fala novamente:

– “Você sabe que isso foi inventado pelo meu primo para ganhar algum dinheiro em cima da fama que ela tinha, mas não tenho nada a ver com isso, nem tenho mais contato com ninguém, por favor, me deixem em paz também. Não quero nem ouvir falar de Igreja Apostólica”.

E assim demos por encerrada nossa brevíssima conversa com o ilustre e verdadeiro NETO da “vó” Rosa. Agradecemos e dissemos para ele não se preocupar que não seria mais incomodado com esse assunto. Como não esperávamos uma recepção tão fria, não nos preparamos para gravar a conversa, o que é uma pena.

Caros irmãos e amigos, hoje entendemos por que o passado da Igreja Apostólica é tão obscuro, não há relatos por escrito, não há registros históricos. É um passado que Aldo Bertoni empreendeu grande esforço para apagar a qualquer custo, pois lhe comprometia e poderia fazer com que o povo apostólico descobrisse seus podres.

Esperamos que um dia os mais jovens da Igreja Apostólica se interessem em conhecer a verdadeira história da igreja, pois dessa forma terão a oportunidade de entender como aquela que pretendia ser o “caminho da salvação”, tornou-se uma instituição sustentada por mentiras, crendices, lendas e muita enganação, com o objetivo de enriquecer e sustentar financeiramente a família Bertoni e cúmplices.

Fiquemos todos com Deus, sempre em oração por nossos pobres,  inocentes e enganados irmãos apostólicos.

Ela é o Consolador? – Parte 3

1 maio

Para melhor visualização, clique sobre as fotos, e você irá vê-las em tamanho natural

Caros irmãos e amigos, como bem pudemos relembrar nas duas postagens anteriores, Rosa Alves, que hoje é chamada de “santa vó Rosa”, era tida na Igreja Apostólica como uma profetisa, a exemplo de seu esperto sobrinho Aldo Bertoni, que hoje também é chamado de profeta. A diferença é que Rosa dizia conversar com Jesus Cristo, e Aldo Bertoni diz que conversa com o “fantasma” de sua falecida tia Rosa.

Sua maior “profecia” era que ela veria, em vida, o fim do mundo, e quando esse momento chegasse, ela seria arrebatada para os céus juntamente com todos os fiéis da Igreja Apostólica. Quase toda a pregação da época girava em torno disso: “me obedeçam, e vocês vão para o céu comigo, mas se não me obedecerem, vão queimar no fogo do inferno”. Em suma, esta era a base da pregação.

Acontece que sua profecia nunca se cumpriu. A morte lhe visitou numa trágica tarde de segunda-feira, no dia 26 de outubro de 1970, quando foi atropelada por um taxista.

Seu velório durou quase uma semana, pois a igreja, incluindo sua direção, naquela época composta pelos também falecidos “bispo” Eurico Mattos Coutinho e sua esposa, a “missionária” Odete Correa Coutinho, tinham a esperança de que Rosa iria ressuscitar, e cumprir suas “profecias”. Até seu jovem marido, o então pastor apostólico Renato Alves, passou todos os dias do velório em intensas orações, ao pé do caixão, clamando para que Rosa ressuscitasse.

Para que seu corpo resistisse a tanto tempo sem exalar os odores característicos da decomposição, passou por processo de embalsamamento para que durasse ao menos por 5 dias.

Mas a tal profecia não se realizou, mostrando-se completamente falsa. Foi por tal motivo que nessa época muitos apostólicos abandonaram a igreja, pois imediatamente se lembraram do que Deus nos ensina no livro de Deuteronômio, capítulo 18, versículo 22. Aliás, este é um daqueles capítulos da Bíblia onde Deus nos fala sobre falsos profetas, e curiosamente é um daqueles capítulos que nenhum apostólico faz questão de lembrar que existe, inclusive os escritores de boletins da igreja.

Como a “vó” Rosa não ressuscitou, então teve seu corpo encaminhado para sepultamento no túmulo da família Bertoni, localizado em um cemitério municipal que fica na zona oeste de São Paulo, no bairro da Lapa.

Cemitério da Lapa

Uma curiosidade: lembramo-nos que uma das coisas que se dizia sobre o sepultamento da “vó” Rosa, era que seu corpo nunca se deterioraria, se alguém fosse exumá-la dali 40 anos, encontraria seu corpo intacto. Certamente, se alguém tentar tirar tal prova, só encontrará ossos nessa sepultura.

Cemitério da Lapa

Cemitério da Lapa: aqui terminaram as dezenas de “profecias” da antiga “profetisa apostólica” Rosa Alves

Nessa época a Igreja Apostólica, comandada pelo seu então presidente, o “bispo” Eurico, já era bastante numerosa, com congregações em muitas cidades. Para o velório, foram para São Paulo quase 40 ônibus, o que deu até notícia na imprensa da época, pois naqueles tempos raras eram as denominações religiosas que conseguiam arrebanhar tanta gente para um mesmo evento. Durante a semana inteira o programa “A Hora Milagrosa” anunciou o velório e chamava os ouvintes para prestarem suas últimas homenagens à “profetisa” Rosa, aquela “com quem Jesus falava pessoalmente”.

Túmulo da "vó" Rosa

Você realmente crê que a terceira pessoa da Trindade Divina, os supostos restos mortais do ESPÍRITO SANTO, O CONSOLADOR, estão nesse local? Creia somente naqueles que não possuem sepultura neste  mundo: Deus: O Pai, O Filho, O Espírito Santo.

Quando Rosa foi sepultada, já estavam enterrados no mesmo túmulo os pais do Aldo Bertoni, Victório Bertoni e Maria da Costa Bertoni, e um de seus irmãos, o Samuel Bertoni.

Túmulo da "vó" Rosa

David Bertoni, um fumante inveterado, pecador, escarnecedor dos apostólicos, irmão do Aldo Bertoni,  dividindo o mesmo espaço com o ESPÍRITO SANTO, O CONSOLADOR? Contem outra!

Posteriormente foram enterrados lá os outros dois membros da direção da Igreja Apostólica, além de um outro irmão do Aldo Bertoni, o David Bertoni, que chegamos a conhecer, pois era o gerente do Restaurante Canarinho, aquele que fica ao lado da Sede apostólica, e é de propriedade da família Bertoni.

Um fato que também não podemos deixar de recordar, eram as constantes pregações da “missionária” Odete, que mesmo após a morte de seu marido, dizia que não morreria antes do fim do mundo. Certa vez ela pregou, e me recordo porque ouvi pessoalmente, que o mundo não passaria do ano 2000. Quem estava na Sede naquele dia, há de se lembrar.

Notem: sobre isso, nenhum apostólico fala ou comenta absolutamente nada. Será que não percebem que desde o princípio a Igreja Apostólica já era uma igreja de mentiras e falsas profecias?

Túmulo da "vó" Rosa

E a antiga “santa direção” da Igreja Apostólica volta a se reunir! Só está faltando mesmo o bandido Aldo Bertoni, e então a Igreja Apostólica estará livre da maldita família  (Os Bertonis) que só enriqueceram às nossas custas e nos exploraram por mais de meio século

Curioso notar também, caros irmãos e amigos, que Rosa Alves, aquela que hoje se diz tantas coisas dela, que é a “rainha dos céus”, “salvadora da humanidade”, e que se dizia tão especial, a “porta-voz de Jesus Cristo na Terra”, foi parar no mesmo buraco que pecadores comuns. O David Bertoni, por exemplo, era um fumante inveterado, falava mais palavrões que muito bêbado por aí, e dizia professar a religião espírita, apesar de dar demonstrações de que não cria em Deus, a começar por esconder a verdade sobre seu irmão bandido.

Paralelamente a tudo isso, o plano de Aldo Bertoni para enriquecer às custas da crendice dos apostólicos já estava em marcha.

Primeiramente, contou a história da “aparição” ao casal de fundadores da igreja. Num primeiro momento, Eurico não acreditou na história, mas depois acabou aceitando-a graças à influência de sua esposa, que acreditou piamente em Aldo Bertoni, e também porque viu que era uma boa desculpa para explicar aos fiéis o fato de 16 anos de pregações estarem sendo desmentidas com a trágica morte da “profetisa” Rosa.

Se pensam que Aldo Bertoni foi imediatamente conhecido pelos apostólicos, estão enganados! Aldo só foi anunciado como “sucessor” da “profetisa” Rosa quase 2 anos depois da sua morte. Até então, apenas alguns da Sede o conheciam como “o motorista da direção”.

Inicialmente, para conter os burburinhos e a indignação pelas falsas profecias da “vó” Rosa Alves não cumpridas, a direção anunciou a velha história que conhecemos bem, que Rosa não havia morrido, havia sido “arrebatada”, e havia deixado um sucessor, que seria conhecido logo depois. De fato, com nomeação estatutária como diretor da igreja, Aldo Bertoni só tomou posse em seu cargo atual em 1978, portanto, apenas 8 anos após a morte de sua tia. Sob que condições Aldo conseguiu essa proeza, já que sequer acredita em Jesus Cristo, ainda não sabemos, mas estamos investigando e fazendo o levantamento histórico.

O resto da história, caros irmãos e amigos, todos nós já sabemos, e aquela que era para ser “A” igreja de Deus nessa Terra, virou essa seita idólatra que bem conhecemos, cuja existência hoje serve apenas aos interesses financeiros da família Bertoni, de forma que sequer podemos chama-la de “igreja” ou até mesmo de “religião”.

Mantenhamos-nos em orações para que nossos pobres irmãos apostólicos também consigam enxergar toda essa realidade que Deus tem nos mostrado.

Fiquemos todos com Deus.

Ela é o Consolador? – Parte 2

19 abr

"Vó" Rosa

“Vó” Rosa Vicente, aos 66 anos, quando se casou novamente com um pastor de 21 anos de idade, e passou a se chamar Rosa Alves

O texto é longo, mas vale a pena refletir.

Como todos os apostólicos sabem, Rosa Alves (a “vó” Rosa) morreu no dia 26 de outubro de 1970, aos 76 anos de idade, quando foi atropelada por um taxista. Foi a oportunidade que seu esperto sobrinho, o também taxista Aldo Bertoni, viu para ficar rico às custas da crendice do inocente e ingênuo povo apostólico, e de quebra ainda ajudou o casal de fundadores da Igreja Apostólica a conseguirem uma justificativa para as profecias alardeadas por Rosa e não cumpridas.

Analisando apenas a história da Igreja Apostólica, como fizemos no texto anterior, já podemos perceber que sob o enfoque do aspecto histórico, a “vó” Rosa NUNCA poderia ser o Espírito Consolador da promessa de Jesus Cristo.

Mas e a Palavra de Deus, o que diz? Lembrem-se que a Bíblia começou a ser rejeitada pela Igreja Apostólica ainda nos anos 60, justamente naquela década em que Rosa mais exerceu sua influência católico-espírita sobre o casal evangélico Eurico e Odete. De lá para cá, a Bíblia passou a ficar cada vez mais distante dos apostólicos: primeiro, foi substituída pelos livros escritos pelo Bispo Eurico Mattos Coutinho (“O Evangelho do Reino dos Céus”, “O Espírito Santo de Deus e o Consolador” e, posteriormente, “O Consolador Nos Tempos do Fim”). Ainda que os livros contivessem bastante conteúdo bíblico, havia muita interpretação errônea dos autores, muita falsa profecia, e muitas crenças originadas por Papas Romanos, como a idolatria à mãe de Jesus Cristo.

Mesmo que de forma muito distorcida, nessa época os apostólicos ainda possuíam algum contato com muitos textos bíblicos. Porém, isso também foi tirado dos apostólicos, quando a Missionária Odete caiu doente na cama, em 1999. A primeira providência tomada por Aldo Bertoni, quando ficou sozinho na direção da igreja, foi justamente mandar dar fim em todo o estoque de livros dos fundadores da igreja. Naquele momento, foi decretado o fim definitivo da Bíblia na Igreja Apostólica, pois os raros conteúdos bíblicos que hoje são escritos nos boletins, são distorcidos e nunca tem a fonte (onde se localizam nas Escrituras) citada, justamente afim de evitar que apostólicos interessados em saber mais sobre o assunto consultem diretamente a Bíblia. Eles sabem que quem faz isso, torna-se capaz de perceber o grande golpe aplicado no povo apostólico.

Fomos enganados, por pura falta de conhecimento. E Deus fala sobre isso em Oséias 4:6: “Meu povo foi destruído por falta de conhecimento”.

Mas por que Aldo Bertoni e seus cúmplices sempre se esforçaram para afastar os apostólicos do livro sagrado em que Deus nos mostra tudo o que sabemos sobre Ele?

Caros irmãos e amigos, a resposta é bem simples, e é o próprio Jesus quem nos diz por que não devemos desprezar os ensinamentos bíblicos:

“VOCÊS ERRAM, POR NÃO CONHECEREM AS ESCRITURAS…” (Marcos 12:24)

Quando não temos o conhecimento da Palavra de Deus, tornamo-nos presas fáceis do diabo e de seus servos, que não existem para outra coisa senão explorar o povo de Deus e fazê-los se decepcionarem com a religião.

O Apóstolo Pedro, discípulo de Jesus, também ensinou:

“No passado surgiram falsos profetas no meio do povo, como também surgirão entre vocês falsos mestres. Estes introduzirão secretamente heresias destruidoras, chegando a negar o Soberano que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. Muitos seguirão os caminhos vergonhosos desses homens e, por causa deles, será difamado o caminho da verdade. Em sua cobiça, tais mestres os explorarão com histórias que inventaram. Há muito tempo a sua condenação paira sobre eles, e a sua destruição não tarda.”

(2 Pedro 2:1-3 – NVI)

O mais surpreendente é que nos autointitulávamos “apostólicos”, como ainda fazem muitos enganados pelo Aldo Bertoni, mas não sabíamos nada sobre os ensinos dos apóstolos. Vejam que Pedro parece estar falando diretamente para os apostólicos, pois foi exatamente assim que se deu com a Igreja Apostólica. Você já analisou o versículo transcrito anteriormente com minúcia?

“…estes (os falsos profetas) introduzirão secretamente heresias destruidoras…”. Não foi assim que aconteceu com a Igreja Apostólica? Primeiro, passamos a utilizar um livro no lugar da Bíblia. Passamos a fazer coisas condenadas por Jesus, como a idolatria a homens e mulheres. Aos poucos a Palavra de Deus foi sendo tirada do meio do povo apostólico. Sutilmente, para ninguém perceber, Aldo Bertoni e sua tia Rosa introduziram as heresias naquela que pretendia ser a “santa igreja”.

“… chegando a negar o Senhor que os resgatou…”. Não é isso que ainda acontece na Igreja Apostólica? Basta você prestar atenção em qualquer oração feita por pastor apostólico, até mesmo através do rádio, no programa “A Hora Milagrosa”, para quem é feita a oração, de forma mais enfática? Para a tia do Aldo Bertoni, a Rosa, e não para o Senhor que resgatou a todos os apostólicos e a todos os humanos que o aceitam: Jesus Cristo.

“… Muitos seguirão os caminhos vergonhosos desses homens e, por causa deles, será difamado o caminho da verdade…”. Não é isso que está acontecendo na Igreja Apostólica, não estão difamando o nome de Jesus com todo esse escândalo provocado por um homem que se diz “representante de Deus”, e que tentou tomar o lugar do próprio Jesus Cristo na adoração, no louvor, na oração e no coração dos apostólicos?

“…em sua cobiça, tais mestres os explorarão com histórias que inventaram…”. E não é isso que também está acontecendo? Aldo Bertoni não ficou milionário às custas das nossas ofertas? Não goza uma vida de rei, regada a muito luxo, mesmo sendo um ex-taxista que não trabalha há 40 anos? Percebem como as palavras do Apóstolo escritas há 2 mil anos se aplicam com exatidão na história da Igreja Apostólica?

“…há muito tempo a sua condenação paira sobre eles, e a sua destruição não tarda”. Isso, caros irmãos, é o que ainda está por vir sobre o falso profeta e seus cúmplices. É aguardar para ver.

Mas o que as Escrituras, tão desprezada pelos apostólicos, falam sobre o Consolador?

Vejam que Jesus fez cinco citações sobre o Consolador, todas elas descritas no Evangelho de João.

1. “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre. O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós”. (João 14:16)

2. “Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito”. (João 14:26)

3. “Mas, quando vier o Consolador, que eu da parte do Pai vos hei de enviar, aquele Espírito de verdade, que procede do Pai, ele testificará de mim”. (João 15:26)

4. “Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei. E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo”. (João 16:7)

5. “Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir. Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar”. (João 16:13)

Caros irmãos e amigos, vejam que Jesus, em mais de uma ocasião, deixou claro que o Consolador não seria uma pessoa, e sim o Espírito Santo, que em seu batismo apareceu na representação de uma pomba branca que desce sobre a cabeça de Cristo. Jesus diz que o Espírito Santo, o verdadeiro Consolador, nos ensinaria todas as coisas, e nos faria lembrar-nos de tudo que Jesus ensinou. Disse, ainda, que o Consolador falaria dele, Jesus, e não de si próprio. Jesus também afirma que assim que Ele fosse, enviaria o Consolador, e que Este convenceria o mundo do pecado, da justiça, do juízo.

Uma pergunta que temos de fazer àqueles apostólicos que ainda estão cegos pelo fanatismo religioso e pelo orgulho, que ainda defendem alguém tão sujo e mentiroso quanto Aldo Bertoni: a “vó” Rosa cumpre alguma dessas funções que Jesus ensina serem papel do Espírito Santo, o Consolador?

Rosa foi uma ser humana normal. Comia, bebia, fazia sexo, como qualquer outro. Somente aos 60 anos de idade é que descobre ser “predestinada” a ser a terceira pessoa da Santíssima Trindade? E se tinha tal função, tão nobre e importante, porque estava tão preocupada com seus bens materiais aqui na Terra, a ponto de se casar com um rapaz bem mais jovem só para não deixar herança para seus familiares?

– Jesus disse que o Consolador habitaria em nós, atributo do Espírito Santo, como pode o “fantasma” de uma ser humana morta habitar nosso corpo juntamente com o nosso próprio espírito? Isso é heresia das mais condenáveis pela Bíblia!

– Rosa ensinou algo para alguém, além de difundir autoritarismo, fofoca, injustiça e a punição a quem não seguia sua moda? Você, apostólico, saberia nos dizer alguma coisa de bom para a humanidade, que Rosa tenha ensinado? Conte-nos, e publicaremos neste Blog!

– Jesus disse que o Consolador relembraria TUDO o que ELE disse, mas o que se vê nas reuniões apostólicas? As pregações não são sobre Jesus, e sim sobre Rosa e seu sobrinho Aldo, que graças a Deus descobrimos sua podridão ainda em vida. Você, apostólico, concorda que essa realidade contradiz com a explicação de Jesus sobre o Consolador, quando afirma que “ele não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que falei”?

– Jesus disse que o Consolador convenceria O MUNDO do pecado, da justiça e do juízo, mas a quem Rosa Alves tem convencido, além dos fanáticos que desconhecem completamente a vida particular do seu espertalhão sobrinho Aldo Bertoni?

A verdade, caros irmãos e amigos, e que só tem experiência com o verdadeiro Consolador, o Espírito Santo, aqueles que verdadeiramente se convertem. Se de coração confessar que Jesus Cristo é o seu Único e Suficiente Salvador, reconhecer que você não passa de um miserável pecador e que por isso precisa da graça Dele, você receberá o Consolador em você. É uma experiência inexplicável, que não pode ser descrita com palavras.

Quando isso ocorre, e você se torna habitação do Consolador, o Espírito Santo, que passa a morar em você, conforme palavras de Jesus, não precisa nenhuma autoridade religiosa vir lhe dizer o que você deve fazer ou não. Receber o Consolador não significa que você deixará de pecar, mas sim que você terá consciência dos seus pecados, e conseguirá enxergar a necessidade de perdão do Senhor, e procurará reparar as consequências do seu pecado. O Espírito Santo incomoda, caros irmãos, quando o temos em nós e tentamos cometer algum pecado. É esse Consolador quem também nos orienta no conhecimento sobre Deus, pois todas as vezes que você abrir a palavra de Deus para estudá-la, Ele lhe dará claro entendimento, onde não haverá qualquer dúvida em seu coração.

A propósito: na versão “apostólica”, Jesus abandonou a humanidade por quase 2 mil anos, pois só teria “enviado” a Rosa em 1954, mas não é isso que nos diz a Bíblia: leia o livro de Atos dos Apóstolos, capítulo 2, e você descobrirá que o Consolador foi derramado sobre os fiéis em Jesus Cristo apenas 10 dias após sua ascensão para o Céu.

Sobre o assunto, poderíamos escrever centenas de páginas a respeito, mas não é esse o propósito deste Blog. Entendemos como nossa função apenas lhe fornecer os parâmetros para que você mesmo descubra como foi enganado por uma seita diabólica travestida de “santa igreja”.

No próximo post concluiremos esta breve análise sobre o Consolador da promessa de Jesus Cristo.

Fiquemos todos com Deus.