Tag Archives: Hipocrisia

Retratos da Hipocrisia

24 fev

Há muito tempo temos mostrado, aqui, como a Igreja Apostólica tornou-se o templo da hipocrisia, onde me parece que as pessoas disputam para ver quem é mais hipócrita.

Em outras palavras, temos percebido que quanto mais as pessoas defendem o bandido Aldo Bertoni, mais elas são erradas em relação à doutrina e disciplina da Igreja Apostólica.

O caso abaixo ilustra a indignação de vários irmãos de Cuiabá, que nos últimos anos têm feito enorme esforço financeiro para contribuir com uma campanha chamada “Campanha do Mato Grosso”, cuja pretensão inicial era reformar, ampliar e abrir novas congregações da Igreja Apostólica no Estado do Mato Grosso. Claro, como toda campanha da Igreja Apostólica, ninguém sabe quanto foi arrecadado e nem onde foi parar o dinheiro, já que até agora o resultado é pífio.

O interessante é que esta campanha é coordenada, localmente, por dois dos principais “líderes” daquela congregação apostólica. Trata-se do “pastor/regente” Manoel e o “pastor” Luiz Pereira.

O primeiro, o Manoel, que até então era apenas regente em Cuiabá, em 2009 chegou a ir para São Paulo pedir esclarecimentos para o Aldo Bertoni sobre as denúncias que surgiam a todo instante, e após uma conversa com o “santo profeta”, voltou nomeado pregador, defendendo o falso profeta e com a proposta da “campanha do Mato Grosso” aprovada pelo bandido Aldo Bertoni. Claro, se a proposta é arrecadar mais dinheiro, como ele iria recusar?

Entre outras coisas, Manoel é acusado por diversos irmãos cuiabanos de possuir TV em casa, de viver brigando com a própria filha por esta ter decidido deixar de acreditar no imundo Aldo Bertoni, e mesmo assim é um dos que mais se “debatem” para manter o povo de Cuiabá “nas rédeas”. É um dos maiores defensores do estuprador Aldo naquela cidade.

Já o segundo, Luiz Pereira, a situação é um pouco mais grave. Além de também ser acusado de, entre outras coisas, utilizar o dinheiro da tal campanha em proveito próprio, nos últimos meses fez algo que é típico de bandido mesmo.

Luiz Pereira é o homem que há alguns meses foi até a cidade de Cáceres-MT, e fez o pai de uma das vítimas do Aldo Bertoni, a Sra. Cleudete Pereira Leal,  assinar um documento fazendo declarações contra a própria filha. O pai dessa vítima chama-se Antonio Pereira, e apesar do mesmo sobrenome, não possui qualquer ligação com o “pastor” Luiz Pereira. Segundo o pai da vítima, o tal “pastor” chegou em sua cidade com um documento pronto em mãos, chamado “termo de convivência”, onde estava escrito apenas que ele havia convivido com a filha.

No entanto, como o próprio Sr. Antônio foi arrolado pelos advogados do Aldo Bertoni como testemunha de defesa, foi verificado que o documento constante no processo contra Aldo Bertoni é algo totalmente diferente do que foi assinado pelo Sr. Antônio Pereira. Ou seja, sem que o Sr. Antônio soubesse, tudo leva a crer que o “pastor” Luiz Pereira ADULTEROU e ADICIONOU declarações nunca feitas pelo Sr. Antônio Pereira. O Sr. Luiz Pereira, descaradamente, enganou o Sr. Antônio, e isso está sendo afirmado pelo próprio.

A família já está contratando advogado para tomar as devidas providências contra o Sr. Luiz Pereira, e este fato será levado a conhecimento do juiz na próxima segunda-feira, dia do julgamento do bandido Aldo Bertoni.

Sobre o Sr. Luiz Pereira, diversos irmãos cuiabanos afirmam que possui envolvimento com política e com grilagem de terras. Há acusações tanto de ordem criminal quanto de ordem moral, onde questionam a coerência do seu discurso de defesa do criminoso Aldo Bertoni em relação à sua conduta no dia-a-dia. O nosso foco aqui é mostrar a hipocrisia que habita naqueles que mais defendem o Aldo Bertoni. Vejam a foto abaixo, que encontramos em uma rede social:

O rapaz destacado em vermelho é WINDSON BATISTA, filho do zelador da congregação apostólica de Cuiabá-MT. Mora no quintal da igreja e tem casa, água e luz pagos com as ofertas dos irmãos daquela cidade. O rapaz destacado em amarelo é FÁBIO PEREIRA, filho do “pastor” Luiz Pereira, responsável pela “Campanha do Mato Grosso”. Ou seja, enquanto o pai está esfolando o bolso dos apostólicos daquele Estado, o filho está se divertindo em lugares proibidos aos apostólicos.

Vale ressaltar que os dois jovens são fanáticos defensores do Aldo Bertoni! No meu tempo de apostólico, e olha que faz apenas três anos que saí da igreja, era extremamente proibido qualquer tipo de jogo entre apostólicos, principalmente o bilhar, que sempre esteve relacionado a “botecos” e a lugares “que não prestam para os apostólicos”. Lembro-me de um caso, ocorrido na Sede, onde um infeliz foi excluído da igreja simplesmente porque foi flagrado ASSISTINDO um jogo de bilhar, de fora do bar, da calçada onde estava aguardando um ônibus justamente para ir à igreja.

Mas agora tudo pode, não é? Apesar do Aldo Bertoni viver mandando colocar no boletim besteiras como “a doutrina e disciplina é a mesma, e nunca mudará”, para aquelas pessoas que ajudam a quadrilha do Aldo Bertoni a esfolar os bolsos dos apostólicos, tudo pode! Se fosse um anônimo da igreja, certamente seria duramente repreendido pelos pastores de araque.

Destaco que não somos contra qualquer um fazer o que bem entende, o foco da nossa análise é a HIPOCRISIA que existe na vida desses defensores do imundo Aldo Bertoni. Pregam uma coisa para o povo, mas na vida privada, fazem tudo ao contrário. Para mim, isso se chama ENGANAR o povo, fazê-los de idiotas igual Aldo Bertoni fez e ainda faz com todos os apostólicos que acreditam em sua falsa santidade.

Sobre os “pastores” Luiz Pereira e Manoel, vejam algumas das denúncias feitas por apostólicos de Cuiabá através deste blog:

1. “Atenção aos apostólicos do Estado de Mato Grosso. Pergunte ao Pastor/Regente Manoel o que ele acha de apostólico ter TV em casa. Depois pergunte se ele tem, se dizer que não é mentira. E pergunte ao pastor Luiz Pereira por que ele usa um carro e combustível da Igreja para uso próprio dele. Roda Cuiabá inteira às custas do povo que contribue com a campanha. Prova disso é que ele só vai na igreja com a camionete que deveria ser exlusiva para viagens. Vocês sabiam que tanto a família do Luiz como do Manoel vão nas festas em SP e levam a família inteira tudo pago pela igreja? Acordem Irmãos. Parem de dar dinheiro pra essa corja.”

2. “Se o carro em questão é uma caminhonete S-10 prata, então a família toda usufrui do “bem apostólico” já que os filhos também a usam para rodar pra lá e prá cá. Será que eles podem responder o porque desse privilégio, enquanto tem idosos utilizando dois ônibus para chegar na seita deles? Sabiam que quando o profeta mulherengo proibiu a lanchonete da construção em Cuiabá, no outro dia fizeram o limpa no estoque de mercadoria doados pelos irmãos? A pergunta é: quem tinha a chave e autoridade pra mexer lá? vários apostólicos de Cuiabá o sabem. Outra pergunta é: porque estes dois cidadãos desciam a lenha no Torales e assim que este se libertou cuidaram de se apropriar de seus despojos?”

3. “É por isso que aí em Cuiabá tem uns analfabetos que defendem o Manoel, dizendo que ele já investigou a vida do Aldo e não encontrou nada, agora entendi, o Manoel investigou, encontrou os podres do Aldo e decidiu ficar calado para poder ter o dinheiro das ofertas para se manter. Uma certa vez ouvi dizer que ele não confiava mais no irmão Aldo, será que ele viu que tem que confiar é só no dinheiro? Avisa para o povo de Cuiabá dar bastante dinheiro pra manter o luxo do Manoel. O Manoel é tão ruim que não gosta mais da filha dele, que saiu da igreja. É isso que o Manoel aprende com o Aldo Bertoni: maldade e ódio.”

4. “Sobre a campanha de MT foi comentado estes dias que o dinheiro é depositado direto numa conta SP. Mas lembro que existe um caixa 2, que são as vendas de Pizzas, lanches, almoços e jantares. As principais congregações como Cuiabá, Rondonópolis, Cáceres, etc, tem conta corrente local. É aí que Manoel e Luiz Pereira entram ganhando.”

5. “Olha pessoal agora surgiu uma nova forma de exigir a arrecadação de grana na igreja apostolica! Há alguns anos aqui no Mato Grosso surgiu uma campanha para reforma e construção de templos, porém os anos estão passando e o povo começou a perder as esperanças, pois só dão dinheiro e nunca prestaram conta, porém agora as congregações que ainda não pegaram na grana para suas respectivas reformas, vão ter que novamente por a mão no bolso! A ideia é o seguinte: irão formar grupos de 5 pessoas e durante 2 meses cada pessoa do grupo doará 50 reais, sem contar que é sem o consentimento do próprio participante, que será incluido automaticamente o nome na lista! Resumindo: agora se torna constrangedor não participar ! É triste essa realidade!”

Aos irmãos cuiabanos que de alguma forma se sentem lesados pelas atitudes desses homens, e por não prestarem contas do dinheiro que arrecadam dos apostólicos na tal “Campanha do Mato Grosso”, sugerimos que procurem o Ministério Público local e façam a denúncia, que pode ser anônima, caso receiem alguma represália por parte dos denunciados.

Ministério Público do Estado do Mato Grosso

Rua Quatro S/N – Centro Político e Adminstrativo

Cuiabá/MT  – Cep: 78049-921

Telefone: (65) 3613-5100  – Site: www.mp.mt.gov.br

Oremos pelo fim da hipocrisia entre irmãos apostólicos. Temos certeza de que esse é só mais um fruto produzido pelo profeta diabólico Aldo Bertoni para destruir a igreja que era para ser de Jesus.

Fiquemos todos com Deus.