Tag Archives: Jilson André Vieira de Barros

O Caráter dos Aliados

2 mar

Você que acompanha os bastidores da Igreja Apostólica, provavelmente já deve estar sabendo sobre a onda de demissões que estão ocorrendo na administração da igreja, na Sede em São Paulo.

Quase todos os demitidos estão perdendo o emprego devido a alguma falcatrua, é o que nos garante um assessor do Conselho Deliberativo. Entre os demitidos dessa leva, está um rapaz chamado JILSON ANDRÉ VIEIRA DE BARROS.

*

Jilson André

* *

Jilson era um fanático apostólico da congregação de Dourados, no Estado de Mato Grosso do Sul. Há alguns anos, foi convidado por Aldo Bertoni para trabalhar na Sede, e desde então passou a ter, além do emprego, a faculdade e o aluguel de sua casa bancados pelas nossas ofertas.

Assim como grande parte dos demais funcionários da Sede, Jilson era um rapaz pobre do interior, morador de uma cidade onde não havia grandes perspectivas de crescimento, e de repente é agraciado com um convite desses. Motivo e tanto para ficar grato ao “santo primaz”, não é? Só que assim como todos os outros funcionários que também passaram por esse processo, Jilson não era cego. A qualquer um que trabalhe no escritório da Sede, é impossível não descobrir quem é Aldo Bertoni de verdade.

Entende por que tanta gente teve seu curso superior universitário pago pela igreja e logo depois deixaram de ser apostólicos? Não é por serem ingratos, como os apostólicos gostam de dizer por aí, mas sim porque a partir do momento em que essas pessoas passaram a ter alguma possibilidade de conseguir sustento fora dos domínios do bandido Aldo Bertoni, procuraram fazê-lo. A faculdade paga não era para ajudar essas pessoas, e sim para COMPRAR seu silêncio e apoio.

Alguns corruptos optaram por continuar enganando o povo. Preferiram viver na “moleza” garantida pelas nossas ofertas. É o caso, por exemplo, de Rosa Stancey, advogada formada com o nosso dinheiro, que sabe de todas as falcatruas, e mesmo assim continua apoiando todas as mentiras a respeito do farsante falso profeta Aldo. Rosa não trabalha na igreja, exerce a advocacia, mas provavelmente defende Aldo para garantir o belo emprego de seu pai, o atual escritor de boletins e Conselheiro Administrativo da Igreja Apostólica, João Stancey, além dos empregos de seu irmão Joãozinho, sua irmã Rosana e seu cunhado João Marcos.

Mas o caso de Jilson é um pouco mais complicado, porque ele está sendo demitido por justa causa, acusado de ter roubado a Igreja Apostólica. Segundo esse mesmo assessor da direção da Igreja Apostólica que nos deu a informação, Jilson está sendo acusado de ter roubado uma das propriedades da igreja. Trata-se de uma casa que fica na própria Rua Baguari, que você pode ver na foto abaixo:

*

Casa Jilson - Igreja Apostólica

* *

Esta casa foi adquirida com o dinheiro de uma daquelas campanhas especiais promovidas para levantar recursos para a aquisição de propriedades ao redor da Sede da Igreja Apostólica. A casa custou R$ 450 mil para a igreja. Segundo o assessor que nos concedeu a entrevista, Jilson alega que Aldo Bertoni a revendeu a ele por R$ 60 mil, em suaves 120 parcelas.

Pior: todos os meses, a esposa de Jilson, chamada Lucia Galves, recebe um donativo da própria Igreja Apostólica no exato valor da prestação a ser paga pela casa! O donativo é pago a ela exatamente um dia antes do vencimento da prestação da casa. Interessante, não?

Agora sabemos de ao menos uma das pessoas “necessitadas” que os balanços da Igreja Apostólica dizem distribuir mais de 1 milhão de reais por ano a título de “donativos a necessitados”.

Mas o que é realmente difícil de acreditar, é que até o momento só se vê apostólicos que tomaram conhecimento do caso chamando o rapaz de “ladrão”, dizendo que a nova direção da Igreja Apostólica fez “justiça”. Em nenhum momento, questionam por qual motivo Aldo Bertoni colocou gente como ele no cargo em que estava, assim como não questionam por qual motivo o próprio Aldo assinou a transferência desse imóvel para o rapaz.

Aldo não era onisciente? Não conhecia os corações? Como você, apostólico que ainda acredita no ladrão Aldo Bertoni, consegue explicar mais essa situação?

Ou o seu cérebro continua travado pelo fanatismo religioso, de forma que tem medo, pavor ou qualquer outra coisa semelhante, de simplesmente pensar no caso?

Que Deus possa lhe ajudar a deixar de ser um escravo espiritual desses exploradores da fé alheia! Veja que Deus mais uma vez está mostrando às claras quem foi Aldo Bertoni, basta que vocês tenham a humildade de aceitar a realidade.

Continuemos em oração por nossos pobres irmãos apostólicos, que estão cegos pelo fanatismo religioso.

Fiquemos todos com Deus.