Tag Archives: Campanha de Reposição do Caixa

Me Engana, Que Eu Gosto!

7 jul

WagnerRodrigues01

Este é Wagner Rodrigues, filho de Clérizon Rodrigues. O pai, você já conhece. Sim, é aquele que em troca de um ótimo emprego na Igreja Apostólica, com direito a bom salário, aluguel de um belíssimo apartamento, carro à disposição, viagens grátis por todo o Brasil com hotéis e restaurantes inclusos, tudo às custas das ofertas dos apostólicos, começou a compor e cantar diversos hinos em adoração ao imundo Aldo Bertoni, mesmo sabendo de todas as sujeiras do falso profeta. O filho, Wagner, parece estar seguindo o mesmo caminho do pai. Para garantir emprego e todas as outras mamatas que a igreja oferece, agora que o falso profeta morreu, tenta se passar por “apostólico fiel e sincero”, crente nos poderes do profeta bandido. Curioso que enquanto Aldo estava vivo, era seu desafeto. E está conseguindo iludir e enganar muitos apostólicos do interior, infelizmente.

* * *

Em continuação à série de postagens para você entender o que levou a Igreja Apostólica a lançar a “Campanha de Reposição do Caixa”, ainda em vigor, é preciso darmos uma pausa para falarmos sobre o personagem que deu origem à reunião cujo áudio você pôde ouvir em nossa última postagem, onde várias falcatruas existentes na igreja até então dirigida por Aldo Bertoni e seus cúmplices foram discutidas com o presidente José Solyom Filho.

No vasto repertório de músicas brasileiras, há uma cantada pela cantora Ivete Sangalo cujo principal refrão é a frase “Me engana, que eu gosto”. Caros irmãos e amigos, diante de tudo o que temos descoberto a respeito do falso profeta Aldo Bertoni e da Igreja Apostólica, e os apostólicos teimam em não querer sequer olhar ou averiguar, passamos a acreditar que essa música deveria ser adotada como hino na Igreja Apostólica, substituindo o “Igreja Forte” que abre todas as reuniões.

Uma prova do quanto os apostólicos gostam de serem enganados, é a facilidade com que passam a confiar em qualquer um que apareça defendendo vigorosamente o falecido bandido Aldo Bertoni.

Quer um exemplo melhor que esse?

Muitos apostólicos do interior elegeram como uma espécie de “líder contra a corrupção na Sede”, o ex-funileiro Wagner Rodrigues, o filho do famoso cantor e compositor de músicas em adoração a Aldo Bertoni, o também ex-funileiro Clérizon Rodrigues, que você já deve conhecer muito bem.

*

Wagner Rodrigues - Igreja ApostólicaTal pai, tal filho. Além do gosto por mulheres mais novas, que os fez abandonarem suas esposas com quem tiveram filhos para ficarem com apostólicas mais novinhas, também possuem o gosto de viver confortavelmente com o dinheiro alheio. Em troca, ajudam a enganar os apostólicos inocentes. Nada diferente do que fazia, em vida, o mulherengo falso profeta e bandido Aldo Bertoni, a quem esses dois dizem seguir.

*

É incrível o que o interesse no poder e em cargos não fazem nas pessoas. Temos visto diversos apostólicos do interior, pobres almas inocentes e ingênuas, dizendo que “se não fosse a coragem do Wagner Rodrigues, toda a podridão ainda estaria escondida na Sede”. Dizem isso como se nós já não estivéssemos denunciando há 7 anos toda essa sujeira que só estão revelando agora.

Mas o que essas pessoas não sabem, é do passado do Sr. Wagner Rodrigues. Vejam que o rapaz, sabendo que nós conhecemos o seu passado, tem prevenido o povo apostólico para não acessar este Blog. Tem medo que os apostólicos descubram quem é ele de verdade:

Assessores06

Até sua mais nova namorada está morrendo de medo do que expomos aqui. Vejam o que a moça anda divulgando nas redes sociais:

ApostolicaTransparente02

“Maldito e escroto”: bem refinado e santificado o vocabulário dessa apostólica. Tomara que ela perceba logo que não somos nós quem desmoralizamos a Igreja Apostólica, e sim o próprio Aldo Bertoni e seus cúmplices, em mais de 40 anos de roubalheira e falcatruas.

Acontece que, como bem diz o título desta postagem, os apostólicos amam ser enganados. Não procuram se informar sobre nada, não pesquisam nada, acreditam em qualquer coisa que funcionários da Sede lhes digam, enfim, são presas fáceis de pilantras de toda espécie.

Se pesquisassem a vida pregressa do novo “herói do povo”, saberiam alguns fatos muito interessantes sobre Wagner Rodrigues. Quer alguns exemplos?

 

  • Você sabia que no início dos anos 80, Wagner Rodrigues era funcionário do escritório da Igreja Apostólica, e foi demitido por ordens expressa do Aldo Bertoni? Sim, Aldo detestava Wagner. Tanto é que Wagner só voltou para a Igreja Apostólica, quando Aldo já estava bem doente e afastado das principais decisões.

 

  • Wagner Rodrigues, esse mesmo que todos os dias posta nas redes sociais mensagens que supostamente foram ditas por Aldo Bertoni, saiu da igreja no final dos anos 90 e dizia para todos com quem conversava que havia saído porque “o irmão Aldo era um vagabundo, sujo, mentiroso”. Diversas testemunhas devem se lembrar disso.

* * *

ApostolicaTransparente221

Que coisa meiga! Agora, com Aldo Bertoni morto e enterrado, seu ex-desafeto Wagner Rodrigues fica colocando lindas palavras que nunca existiram na boca do falecido. Pobre de quem acredita! Quando estava vivo, Aldo não queria ver Wagner em sua frente nem pintado de ouro!

* * *

  • Quem se lembra? Wagner ia à sede da igreja buscar seu filho, e sem a menor cerimônia encostava seu carro com som altíssimo, sempre tocando músicas “do mundo”, geralmente sertanejo, em sinal de afronta e desrespeito.

 

  • Por 10 anos, Wagner Rodrigues manteve-se afastado da igreja. Sabe quando voltou? Quando percebeu que a situação de Aldo Bertoni era insustentável, e mais cedo ou mais tarde seria preso ou morreria. Era a chance que ele tinha de conseguir uma “boquinha” na igreja, assim como seu pai conseguiu quando se propôs a compor hinos exclusivos para adoração a Aldo Bertoni, ajudando a fanatizar o povo.

 

  • Assim como Aldo Bertoni e seu pai Clérizon Rodrigues, Wagner adora mulheres novinhas. Não exitou em abandonar sua esposa, para ficar com mulheres mais novas, assim como também fizeram seu pai e o falso profeta Aldo Bertoni, que também abandonaram suas esposas para se relacionar com mulheres bem mais novas. Belo exemplo para os apostólicos!

**

Clerizon Rodrigues - Igreja Apostólica

Wagner sabe quem foi Aldo Bertoni, e conhece tudo o que ele aprontava. Se está o defendendo, é porque possui más intenções. Cremos que também busca a mesma “moleza” que seu papai Clérizon (foto acima) já conseguiu: em troca de defender o nome do falso profeta bandido, e até compor diversos hinos para reforçar o fanatismo do povo em torno do nome do criminoso Aldo, conseguir algum benefício financeiro sustentado pelas ofertas da Igreja Apostólica.

*

Predio-Clerizon

Clérizon, o pai de Wagner Rodrigues, mora de aluguel, totalmente bancado pela igreja, no prédio da foto acima, um edifício recém construído localizado na Rua Duarte de Carvalho, que fica paralela à rua Baguari, da sede da igreja. Esse prédio está cheio de apartamentos igual ao que Clérizon mora para alugar, e ligamos em uma imobiliária para saber qual o valor do aluguel. O mais barato que encontramos, dentre as diversas opções disponíveis, é de R$ 3.000,00 por mês, incluso o condomínio. São 3 mil reais por mês, da sua oferta, caro contribuinte apostólico, que são utilizados para que Clérizon viva confortavelmente bem pertinho de seu local de trabalho. Dinheiro ofertado, na maioria das vezes, por pessoas do interior que sequer possuem casa própria para morar. Fazer músicas para adoração do criminoso e falso profeta Aldo realmente foi muito lucrativo para Clérizon Rodrigues.

* * *

Muitos apostólicos inocentemente julgam que a atual direção da Igreja Apostólica é honesta. Mas se é realmente honesta, por que permite esse tipo de coisa acontecendo com o suado dinheiro doado pelos fiéis apostólicos? A resposta é bem simples: como não dizem a verdade ao povo, ficam refém de qualquer um que ameaçar contar a verdade. Clérizon e seu filho Wagner Rodrigues são bastante conhecidos do povo do interior, imagina se eles resolvessem “abrir o bico” e contar o que sabem sobre Aldo Bertoni?

Sistemas corruptos vivem assim: dependem de comprar o silêncio de quem sabe a verdade. Vemos muito isso na política, onde um corrupto tem o rabo preso com o outro, e também na Igreja Apostólica do falso profeta Aldo Bertoni.

Só mesmo não o conhecendo para acreditar em você, Sr. Wagner Rodrigues. Agora que Aldo morreu, para conquistar e manter sua “mamata” na Igreja Apostólica, fica exaltando, elogiando e alardeando inverdades supostamente ditas por Aldo Bertoni, que detestava você. Quem não o conhece, que o compre!

Pobre povo apostólico, que engole facilmente qualquer cascata.

Continuemos em oração pelos nossos inocentes irmãos apostólicos.

Fiquemos todos com Deus.

* * *

ATENÇÃO: Neste Blog não praticamos nenhum tipo de intolerância religiosa. Falamos, como ex-vítimas da quadrilha criminosa do Aldo Bertoni, de fatos que ocorrem e podem ser devidamente comprovados. Nos reservamos ao anonimato devido às constantes ameaças – inclusive de morte – recebidas de comparsas do criminoso Aldo Bertoni. Este site está completamente de acordo com a Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos da América, país onde encontra-se hospedado.

Anúncios

A Origem das Campanhas

19 maio

Missionário-RR-SoaresAcredite: foi esse homem, o Missionário R. R. Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus, quem inspirou Aldo Bertoni a criar a primeira “Campanha” na Igreja Apostólica, no ano 2000.

* * *

Caro irmão e amigo, para que você compreenda o que está levando a Igreja Apostólica a lançar mão, novamente, de uma campanha de arrecadação de dinheiro para projetos que você sequer sabe quais são, é necessário que voltemos um pouco no tempo.

Certamente os apostólicos mais jovens desconhecem completamente a maioria dos fatos que vamos relatar aqui, afinal, na Igreja Apostólica, você não pode questionar nada, deve apenas acreditar cegamente nos emissários de São Paulo, confiar e obedecer a “santa direção”. Mas os mais antigos, principalmente os frequentadores da Sede, vão se lembrar de muitos dos acontecimentos.

Até o ano 2000, nunca havia existido nenhum tipo de “campanha” na Igreja Apostólica. Não com esse nome. O que havia, eram pedidos especiais de ofertas para projetos específicos. Por exemplo: durante anos, os pedidos de dinheiro eram direcionados para a construção do “Lar Apostólico”, um asilo para os idosos carentes da igreja, que só foi ficar pronto depois que o ladrão Aldo Bertoni morreu. Falaremos sobre o Lar Apostólico em uma postagem especial que será publicada em breve.

Outro exemplo de pedido especial de ofertas, foi para a compra de um ônibus para a igreja, para levar a “santa comunhão” às filiais. Durante quase um ano, foi pedido dinheiro para esse fim. De fato, o ônibus foi comprado, utilizado por algum tempo, e depois Aldo Bertoni e seu cúmplice João Marcos, o genro do Conselheiro João Stancey, deram um fim no ônibus, sem avisar e nem prestar contas a ninguém.

Houve insistentes pedidos de ofertas até para comprar um gerador de energia elétrica para a Sede, durante a crise energética (o “APAGÃO”), no ano 2000, você se recorda? O dinheiro foi arrecadado, porém, o tal gerador NUNCA foi comprado.

Esse ano, 2000, coincide com o período em que Aldo Bertoni comprou sua concessionária de carrões importados da marca Mitsubishi, a DANZEN MITSUBISHI, que ficava na cidade de São Bernardo do Campo (SP) e cuja história você já deve ter lido neste Blog.

Corrupto e péssimo administrador como era, Aldo Bertoni logo conseguiu colocar as finanças da concessionária em situação precária, tanto é que alguns anos depois ela faliu, e os apostólicos pagaram a conta dessa aventura empresarial do falso profeta Aldo Bertoni.

Quem nos contou essa história sobre as campanhas, foi nosso saudoso irmão Sérgio Isaías, genro do regente Francisquinho, da Sede, e famoso ex-cantor apostólico, que já descansa no Senhor. Se você tem alguma fita da Igreja Apostólica gravada até o ano de 1999, com certeza tem algum hino de autoria ou cantado por Sérgio Isaías.

*

adoracao-ciaO saudoso irmão Sérgio Isaías, genro do regente Francisquinho da Sede, famoso ex-cantor apostólico e ex-funcionário da falida concessionária de carrões importados do Aldo Bertoni, foi quem nos revelou como o falso santo profeta foi inspirado a lançar a CAMPANHA DE RECOMPOSIÇÃO DO CAIXA na Igreja Apostólica, no ano 2000

* * *

Nesse período, nosso querido irmão Sérgio Isaías havia sido contratado para trabalhar na concessionária pelo outro sócio (minoritário) do Aldo Bertoni, o ex-pastor apostólico Antônio Jair.

Nos contava Isaías que, após ter consciência de quem era Aldo Bertoni de verdade, pelo que via no dia a dia da concessionária, deixou de frequentar a Igreja Apostólica no dia seguinte ao seu casamento com uma das filhas do regente Francisquinho.

Nesse período específico em que acontece a narrativa, Isaías e sua esposa frequentavam a Igreja Internacional da Graça de Deus, liderada pelo Missionário R. R. Soares, que estava realizando uma CAMPANHA para arrecadar recursos a fim de reformar seu novo Templo Sede na Avenida São João, no Centro de São Paulo.

Um dia, Isaías deixou sobre sua mesa um envelope da tal campanha. Quando Aldo Bertoni passou pela mesa de seu funcionário, perguntou o que era aquilo, e ele explicou sobre como era a campanha. Aldo Bertoni achou muito interessante, fez algumas perguntas e logo depois se retirou. Na semana seguinte, foi lançada na Igreja Apostólica a CAMPANHA DE RECOMPOSIÇÃO DO CAIXA, a primeira “campanha” da igreja.

Depois disso, diante dos resultados muito bons da “Campanha de Recomposição do Caixa”, Aldo Bertoni virou fã de campanhas. No final de 2003, lançou a “Campanha do Jubileu”. Em 2005, lançou a “Campanha da Motivação”, que em algumas congregações chegaram a pedir mil reais por fiel. Depois disso, as campanhas promovidas pela Sede, para compra de imóveis, virou uma constante nos Boletins. O problema é que pediam dinheiro para comprar, por exemplo, 11 imóveis ao redor da Sede, e ao final da campanha tinham comprado apenas 2 apartamentos, para cúmplices do Aldo Bertoni morarem gratuitamente, às custas dos contribuintes da igreja.

O resultado é que após inúmeras “Campanhas”, quase nada foi construído ou comprado pela Igreja Apostólica, apesar dos milhões de reais arrecadados.

Assim, caros irmãos e amigos apostólicos, surgiram as “campanhas” na Igreja Apostólica. De semelhante com aquela campanha da Igreja Internacional da Graça de Deus, que inspirou Aldo Bertoni, só mesmo o nome, pois lá eles conseguiram construir uma enorme, bonita, confortável e excelente Sede, com o dinheiro que arrecadaram. Já Aldo Bertoni, na época, não construiu absolutamente nada para a Igreja Apostólica! Apenas desviou todo o dinheiro para projetos particulares de sua família.

Pobre povo apostólico! Que até hoje, continua sendo enganado!

Na próxima postagem, você conhecerá vários fatos que aconteceram na vida financeira da Igreja Apostólica após a morte do falso profeta Aldo Bertoni.

Fiquemos todos com Deus.

ATENÇÃO: Neste Blog não praticamos nenhum tipo de intolerância religiosa. Falamos, como ex-vítimas da quadrilha criminosa do Aldo Bertoni, de fatos que ocorrem e podem ser devidamente comprovados. Nos reservamos ao anonimato devido às constantes ameaças – inclusive de morte – recebidas de comparsas do criminoso Aldo Bertoni. Este site está completamente de acordo com a Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos da América, país onde encontra-se hospedado.